Na mira do MPF

Alves e Cunha são denunciados por esquema de corrupção que envolvia até times de futebol

Políticos são acusados de receberem pelo menos R$ 11,5 milhões em propinas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O MPF (Ministério Público Federal) do Rio Grande do Norte confirmou nesta terça-feira (21) as denúncias por corrupção passiva e lavagem de dinheiro contra o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e Henrique Eduardo Alves, ex-ministro dos governos de Dilma Rousseff e Michel Temer. Os dois políticos são acusados de receberem pelo menos R$ 11,5 milhões em propinas camufladas através de doações eleitorais entre 2012 e 2014.

De acordo com o MPF, ambos teriam atuado para favorecer empreiteiras como OAS e Odebrecht. Vale lembrar que Alves foi justamente preso na Operação Manus, um desdobramento da Lava Jato que investiga corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal.

Além disso, à pedido de Alves, mais de R$ 4 milhões teriam sido repassados para os times de futebol ABC e América de Natal para que utilizassem a Arena das Dunas em seus jogos. O esquema foi articulado em 2013, afirma o MPF.

Aprenda a investir na bolsa

A denúncia pede que os acusados sejam condenados ao pagamento de R$ 15,5 milhões por danos materiais e morais pelo crimes cometidos.