Alterações no compulsório terão efeito neutro no mercado, diz Meirelles

Presidente do BC afirmou que, do ponto de vista agregado, não há alteração no mercado em termos de liquidez

SÃO PAULO – Após os anúncios feitos na véspera sobre as novas regras de regulamentação do compulsório sobre depósitos a prazo, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou nesta terça-feira (29) que essas medidas terão efeito neutro em termos de liquidez no mercado.

Na última segunda-feira, o BC anunciou que somente seriam abatidos do compulsório sobre depósitos a prazo os ativos de instituições financeiras cujo patrimônio de referência gire em torno de R$ 2,5 bilhões, além dos R$ 7 bilhões definidos anteriormente.

Em discurso realizado em São Paulo, Meirelles afirma que, do ponto de vista agregado, não há alteração no mercado em termos de liquidez. Além disso, o presidente do Banco Central afirmou que não há novas mudanças à vista nesse segmento.

Câmbio

PUBLICIDADE

Durante o pronunciamento, Meirelles discorreu ainda sobre a queda do dólar, afirmando que o mercado de câmbio encontra-se mais cauteloso. Contudo, ele aponta que a atual tendência de desvalorização da divisa norte-americana não é uma exclusividade do real, já que a movimentação negativa tem ocorrido em todo o mundo.