Impeachment

Aloysio Nunes vê ‘motivos suficientes’ para pedido de impeachment

A seu ver, a prática de crime de responsabilidade pela presidente da República deve fundamentar o pedido de impeachment, que ainda precisa do apoio de 342 deputados federais

Aprenda a investir na bolsa

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) afirmou nesta segunda-feira (17) que há motivos suficientes para a Câmara dos Deputados analisar um eventual pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

A seu ver, a prática de crime de responsabilidade pela presidente da República deve fundamentar o pedido de impeachment, que ainda precisa do apoio de 342 deputados federais.

– Na minha opinião, a definição do crime de responsabilidade alcança sim. não apenas as pedaladas fiscais, não apenas a gestão presidida pela presidente Dilma Rousseff das contas públicas, o ocultamento, pela contabilidade da União, da real situação fiscal do Brasil, por expedientes dos quais ela tinha pleno conhecimento, e não poderia deixar de tê-los, porque muitas das medidas necessárias a revelar a real situação das contas do Brasil dependiam de um decreto dela.

Aprenda a investir na bolsa

Ele ainda acrescentou que Dilma Roussef sabia do que acontecia na Petrobras e, mesmo depois de ter assumido o cargo de presidente da República, manteve os diretores acusados de corrupção na estatal.

Aloysio Nunes Ferreira comentou que os protestos ocorridos ontem em diversas cidades do país mostram a insatisfação dos brasileiros com a corrupção, o governo da presidente Dilma Rousseff e os efeitos sociais da crise, especialmente a inflação e o desemprego.

Segundo o senador, as pessoas cobraram ainda o funcionamento de órgãos que apuram as irregularidades e exigem do Congresso Nacional a conclusão das apurações de irregularidades nas comissões parlamentares de inquérito (CPIs) que funcionam no Poder Legislativo, especialmente a dos fundos de pensão.

Aloysio Nunes Ferreira lembrou que muitos manifestantes também defenderam o impeachment da presidente, no que classificou como mais uma demonstração espontânea e apartidária de milhares de brasileiros.

Ele ainda afirmou que o governo não consegue reagir à crise instalada no país e, sem o apoio até de parlamentares da base governista, dificilmente conseguirá enfrentar o cenário atual.