Em nota

Aloysio Nunes diz que Venezuela caminha para “fraude eleitoral gigantesca”

O senador, que comanda a Comissão de Relações Exteriores do Senado, chama o presidente Nicolás Maduro de "tirano"

arrow_forwardMais sobre

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) divulgou nota oficial, nesta quarta-feira (29), alertando para o risco de fraude nas eleições parlamentares na Venezuela. O pleito está marcado para 6 de dezembro, quando os venezuelanos vão escolher os 167 integrantes da Assembleia Nacional.

O senador, que comanda a Comissão de Relações Exteriores do Senado, chama o presidente Nicolás Maduro de “tirano” e diz que o país está a caminho de uma “fraude gigantesca”, visto que o chefe do Executivo se recusa a submeter a disputa ao acompanhamento de organismos internacionais isentos.

Aloysio Nunes integrou a comitiva de oito senadores que esteve na Venezuela em junho passado para visitar mulheres de presos políticos naquele país. Os parlamentares alegaram que, depois de hostilizados e ameaçados, tiveram que voltar às pressas ao aeroporto.

PUBLICIDADE

A seguir, a íntegra da nota do senador:

“O tirano Nicolás Maduro, companheiro do Foro de São Paulo do PT, renega o compromisso assumido com o governo brasileiro, no âmbito da UNASUL, de permitir o acompanhamento das eleições venezuelanas por organismos internacionais isentos.

Estamos a caminho de uma fraude eleitoral gigantesca. Dilma Rousseff precisa se pronunciar imediatamente.

Quanto a mim, cobrarei os compromissos assumidos pela diplomacia brasileira e reafirmados pelo ministro Mauro Vieira perante a Comissão de Relações Exteriores do Senado.

Senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP)
Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado (CRE)”