Aliança com PP e PTB pode dar a Dilma quase metade do horário eleitoral na TV

Petista terá o dobro do tempo do tucano José Serra na televisão e vantagem de 107% caso apoio seja formalizado

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Caso os partidos PP (Partido Progressista) e PTB (Partido do Trabalhador Brasileiro) mantenham o apoio ao PT (Partido dos Trabalhadores), Dilma Rousseff terá chances de aparecer mais do que o dobro do tempo concedido ao também pré-candidato José Serra na televisão. PP e PTB são considerados variáveis-chave na divisão do horário eleitoral gratuito e, embora estejam inseridos na órbita lulista, são atualmente cortejados pelo PSDB (Partido Social Democrata Brasileiro).

Com aliança com PP e PTB, a vantagem da petista sobre o adversário na televisão seria de 107%. Dilma teria 11 minutos e 37 segundos em cada bloco de 25 minutos exibido à noite, enquanto Serra ficaria com apenas 5 minutos e 36 segundos. No caso oposto, com Serra alcançando apoio de pepistas e petebistas, a vantagem de Dilma seria de apenas 24%. No melhor cenário para a pré-candidata de Lula, ela teria quase metade (46,5%) do horário eleitoral; no caso de Serra, ele alcançaria um terço (30,8%) da propaganda.

Apesar do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, flertar com o PSDB, os parlamentares interessados na manutenção da aliança lulista demonstram resistência. Quanto ao PP, em consulta recente feita pelo próprio partido, 21 dos 27 diretórios estaduais optaram pelo apoio à Dilma. Apesar disto, o partido tucano acena com a possibilidade de ceder a posição de vice-presidente em sua chapa ao senador Francisco Dornelles (PP-RJ), o que mudaria o jogo.

Aprenda a investir na bolsa