Ironia

Alckmin rebate comparações a Hillary Clinton: “é hilário”

Em evento em São Paulo, tucano admitiu interesse em ser candidato a presidente

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ironizou as comparações feitas com Hillary Clinton, candidata derrotada à presidência dos Estados Unidos pelo partido democrata. Em evento realizado pela empresa de cosméticos Natura na capital paulista, o tucano admitiu interesse em ser candidato a presidente nas próximas eleições e defendeu que será a política “correta” que colocará o Brasil nos trilhos.

Na véspera, a consultoria Eurasia chamou o governador paulista de “Hillary Clinton do Brasil”, classificando-o como político associado ao “establishment“, isto é, a política tradicional. Na avaliação dos analistas, o tucano seria o pior cenário para o Brasil quando se considera o desejo de reformas apoiadas pelo mercado.

“É hilária a comparação”, afirmou o tucano. “Se conhecesse um pouquinho o Brasil, saberia que ela teria vencido as eleições aqui, porque teve 3 milhões de votos a mais que o [Donald] Trump. Ela só perdeu porque o modelo americano é diferente. Mas estou acostumado, porque falaram na última eleição que eu não ganharia por causa da crise hídrica e ganhei no primeiro turno, com vitória em 644 dos 645 municípios”, provocou.

Aprenda a investir na bolsa