Eleições 2022

Alckmin exalta Lula em filiação ao PSB e diz esperar vitória do petista em outubro

Recém-desfiliado do PSDB, partido que ajudou a fundar e por onde atuou por 33 anos, Alckmin foi adversário de Lula na eleição presidencial de 2006

Por  Reuters -

BRASÍLIA (Reuters) – O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin exaltou nesta quarta-feira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em discurso durante cerimônia de sua filiação ao PSB e, embora não tenha afirmado se será vice na chapa do petista, disse que espera que Lula vença a eleição presidencial de outubro por entender que ele é o candidato que melhor interpreta o sentimento do povo.

“Quero cumprimentar o PSB pela decisão de apoiar o presidente Lula para presidente da República”, disse Alckmin, arrancando aplausos dos presentes na sede da Fundação João Mangabeira, em Brasília, onde ocorreu a cerimônia.

“Ele é hoje aquele que melhor reflete, interpreta o sentimento de esperança do povo brasileiro. Aliás, ele representa a própria democracia, porque ele é fruto da democracia”, acrescentou.

Recém-desfiliado do PSDB, partido que ajudou a fundar e por onde atuou por 33 anos, Alckmin foi adversário de Lula na eleição presidencial de 2006, sendo derrotado pelo petista no segundo turno e teve o PT na oposição nos quatro mandatos em que governou São Paulo.

Apesar de historicamente atuar em lado oposto a Lula e ao PT, Alckmin disse que, mesmo com divergências, os dois nunca colocaram em questão a democracia.

“Eu disputei com o presidente Lula a eleição de 2006, fomos para o segundo turno, mas nunca colocamos em risco a questão democrática. Nunca! O debate era de outro nível, nunca se questionou a democracia”, disse.

“Não tenho dúvida que o presidente Lula, se Deus quiser eleito, vai reinserir o Brasil no cenário mundial, vai alargar o horizonte do desenvolvimento econômico e vai diminuir essa triste diferença social que nós temos no país”, acrescentou.

O ex-tucano deve ser anunciado em breve candidato a vice na chapa encabeçada por Lula para a eleição presidencial, em uma tentativa do ex-presidente de sinalizar ao centro e de garantir governabilidade caso vença o pleito.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe