Água: 74% dos paulistanos não se empenham para evitar desperdício

Ibope revela que, embora 94% se preocupem com o mau uso, 74% não se esforçam para conter uso indevido

SÃO PAULO – Os paulistanos não parecem estar muito preocupados em evitar o desperdício de água. A constatação é da pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado no dia 22 de março. 

De acordo com os números do levantamento, embora 94% dos 1.008 entrevistados aleguem se preocupar em fazer melhor uso da água, 74% admitem que não se empenham muito para atingir esse objetivo.

Ainda segundo os dados, 71% das pessoas acreditam que, reduzindo o tempo no banho, poderiam reduzir o desperdício que acontece na própria casa. Já 50% afirmaram que, para reduzir o gasto, seria importante fechar a torneira enquanto escovam os dentes ou fazem a barba e 37% sugeriram reutilizar a água da máquina de lavar roupas para outras finalidades, como lavar a calçada, em vez de usar mangueira. 

PUBLICIDADE

Desperdício
Os paulistanos também se mostram conscientes de que são os cidadãos comuns, não a indústria, os que mais desperdiçam. De acordo com as respostas, 66% acreditam que são as residências que mais usam água sem necessidade, enquanto 30% acreditam que a culpa pelo desperdício seja das empresas e companhias.

Já com relação à poluição das águas, 75% acreditam que a culpa é das indústrias e apenas 22% culpam as residências. 

Os números mostram também que, entre os paulistanos entrevistados, 36% qualificam a atuação do ministério do Meio Ambiente na conservação dos recursos hídricos como boa ou ótima. Já com relação ao governo de São Paulo, apenas 29% consideram as ações boas e ótimas, enquanto que, em relação à Prefeitura da cidade, menos pessoas estão satisfeitas (apenas 28%).