Diz Estadão

Aécio revela time de economistas para seu programa de governo

Segundo Estadão, além de Arminio Fraga, José Roberto Mendonça de Barros, Mansueto Almeida e Samuel Pessoa estão no grupo de economistas que elaborarão programa de governo do tucano

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O pré-candidato à presidência do Brasil pelo PSDB, Aécio Neves, após dizer em almoço com empresários em São Paulo que anunciará seu possível ministério antes da eleição, revelou ontem que escalou uma equipe de economistas “ortodoxos” para seu programa de governo, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo

O principal nome do time é o ex-presidente do Banco Central no governo Fernando Henrique Cardoso, Armínio Fraga. Fraga é um dos mais cotados para assumir o Ministério da Fazenda caso Aécio seja eleito. 

Dentro o grupo de economistas que farão parte da elaboração do programa de governo, estão José Roberto Mendonça de Barros, ex-secretário de Política Econômica de FHC, Mansueto Almeida, ex-coordenador-geral de Política Monetária do Ministério da Fazenda também na gestão tucana, e Samuel Pessoa, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

PUBLICIDADE

Quando questionado sobre a possibilidade desse quadro de economistas assumir em caso de vitória tucana, Aécio despistou e disse “ainda não ser a hora de tratar de ministérios”, segundo o jornal. 

Entrevista
Em entrevista à Reuters, Aécio Neves 
afirmou que esta eleição traz a marca do sentimento de mudança e se coloca como uma transição “segura” para o Brasil, diante das dificuldades econômicas e da crise de confiança do mercado.

O senador mineiro aposta na experiência acumulada pela legenda no poder e garantiu, em sua que manterá a atual política do salário mínimo, que os reajustes de gasolina terão de ser feitos de forma gradual, reforçados por um modelo de incentivo ao aumento da produção de etanol, e que restringirá os gastos públicos ao crescimento da economia.