Debate TV Globo

Aécio pergunta a Marina onde ela está com a nova política; candidata cita mensalão tucano

Marina rebateu o tucano, dizendo que a "nova política estava na postura de que mesmo estando em um partido, nunca se rendeu aquilo que é ilícito e ilegal, como é o caso de mensalão"

SÃO PAULO – Em debate realizado pela TV Globo nesta quinta-feira (2), o último antes do primeiro turno das eleições, os dois candidatos em embate direto pela outra vaga no segundo turno da corrida presidencial fizeram um embate. 

O presidenciável Aécio Neves (PSDB) afirmou que Marina Silva (PSB) tem reagido aos ataques que a Dilma tem feito e que o modus operandi do PT sempre foi o ataque e a senhora era do partido. Aécio questionou Marina por entrar com ação para tirar a propaganda do tucano do ar, que falava do histórico da ex-senador e questionou onde está a nova política nesta atitude. 

Marina rebateu, dizendo que a  “nova política estava na postura de que mesmo estando em um partido, nunca se rendeu aquilo que é ilícito e ilegal, como é o caso de mensalão. Você também esteve no partido que começou o mensalão, que foi a compra da reeleição. E você mesmo continuou no partido”.

Marina destacou que pessoas boas existem em todos partidos, e pessoas que cometem erros, como nos mensalões do PT e do PSDB, também existem, afirmando que “não viu Aécio fazer nenhuma crítica antes da eleição, e nem uma crítica ao mensalão da compra de votos da reeleição de FHC”.

Aécio rebateu, dizendo que ela tem falado que governará com os bons, mas tem dúvida sobre o conceito de bons de Marina. “Quando a senhora foi ministra escolher pessoas que perderam as eleições para assumir cargos. Nada mais velho na política do que nomear para cargos públicos aqueles que perderam nas urnas”, afirmou.

Marina afirmou que, em primeiro lugar, falou que foi atacada injustamente pelo PT, mas também foi atacada injustamente contra o PSDB. “E, pela primeira vez na história desse País, os dois se juntaram para atacar uma pessoa. Existem pessoas honradas e sérias em todos os partidos, inclusive no seu, e você vai chamar de Velha política?”, afirmou.