Eleições

Aécio Neves após Datafolha: 2º turno está “cada vez mais consolidado”

Para o candidato, o resultado da pesquisa eleitoral é um "excelente ponto de partida para a campanha eleitoral"

A pesquisa eleitoral realizada pelo instituto Datafolha e divulgada nesta quarta-feira 2 foi vista com “satisfação e tranquilidade” pelo candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves. O tucano oscilou de 19% para 20% nas intenções de voto, atrás da presidente Dilma Rousseff (PT), que cresceu de 34% para 38%. Em terceiro lugar, está o candidato do PSB, Eduardo Campos, com 9% (ele também comentou a pesquisa).

“Ela mostra que o segundo turno está cada vez mais consolidado e que a diferença entre nossa candidatura e a da presidente nesse segundo turno vem diminuindo a cada pesquisa”, diz nota divulgada pelo PSDB, presidido por Aécio. Para o candidato, o resultado da mostra é um “excelente ponto de partida para a campanha eleitoral”. Texto divulgado no site do partido destaca o fato de que Aécio e Dilma estão tecnicamente empatados no Sudeste.

Leia abaixo a íntegra do comunicado:

PUBLICIDADE

O senador Aécio Neves, presidente do nacional do PSDB, viu com satisfação e tranquilidade o resultado da pesquisa Datafolha. Ela mostra que o segundo turno está cada vez mais consolidado e que a diferença entre nossa candidatura e a da presidente nesse segundo turno vem diminuindo a cada pesquisa. Hoje seria de apenas 7 pontos. Os números são especialmente relevantes quando se vê que o nível de conhecimento de Aécio Neves ainda é muito menor que o da presidente. É um excelente ponto de partida para a campanha eleitoral.

Candidato a vice na chapa de Aécio, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) atribui a popularidade de Dilma à “euforia” da Copa do Mundo. “Temos um momento de muita euforia de Copa, presente até em publicidade de detergente. Mas não é nada que perdure. Permanecem os problemas essenciais, éticos, a precariedade dos serviços públicos. Vamos começar a discuti-los e o cenário vai sofrer mudanças”, afirmou.

O senador Agripino Maia (DEM-RN), coordenador-geral da campanha tucana, lembra que os eleitores ainda não estão voltados para as eleições, indicando que o cenário não permanecerá o mesmo. “Como a Copa tem transcorrido normalmente, ela teve esse crescimento. Mas ainda é muito alto o número de indecisos. Os brasileiros só vão se voltar para as eleições em agosto”, disse.

Esta matéria foi publicada pelo Portal Brasil 247