Oposição reage

Aécio diz que herança maldita assusta País e pergunta: “onde está a presidente?”

Após anúncios das medidas feitas por Joaquim Levy, presidente do PSDB critica Dilma, "que parece querer terceirizar responsabilidades que são essencialmente dela"

SÃO PAULO – Logo após o anúncio das medidas de ajustes com aumento de impostos feito pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy, a oposição ao governo de Dilma Rousseff fez críticas à presidente.

Em nota divulgada na última segunda-feira, o presidente do PSDB e candidato derrotado à presidência Aécio Neves afirmou que os erros do governo do PT não podem mais ser ‘escondidos embaixo do tapete'” e que a “conta de todos esses erros será, injustamente, paga pela população”. 

Ele ainda afirmou que falta a ela “responsabilidade e coragem” para assumir medidas necessárias contra a “herança maldita” do seu primeiro governo. E finaliza: “a pergunta que milhões de brasileiros se fazem hoje é: Onde está a presidente?”

PUBLICIDADE

Confira a nota na íntegra:

“O Brasil está assustado com o tamanho da herança maldita que o primeiro governo Dilma deixou para o país. Apagão, racionamento de energia, aumento de impostos, cortes de direitos trabalhistas já preocupam e demonstram como milhões de brasileiros foram enganados durante a campanha eleitoral.

Os erros do governo do PT não podem mais ser “escondidos embaixo do tapete”. E a conta de todos esses erros será, injustamente, paga pela população.

Em meio a tudo isso, o país se pergunta: onde está a presidente?

Duas características são essenciais a um governante: responsabilidade e coragem.

Durante a campanha eleitoral faltou responsabilidade à presidente. Focada apenas em vencer as eleições, a candidata adiou medidas necessárias que agora, diante de um quadro agravado, vão custar ainda mais caro à população.

Hoje, falta à presidente coragem para olhar nos olhos dos brasileiros e reconhecer que está fazendo tudo o que se comprometeu a não fazer.

Ao se omitir no momento do anúncio de medidas que afetarão gravemente a vida do nosso povo, a presidente parece querer terceirizar responsabilidades que são essencialmente dela.

A pergunta que milhões de brasileiros se fazem hoje é: Onde está a presidente?”