Disputa no Congresso

Aécio diz que Dilma é “refém dos aliados” e que recado da base foi claro para presidente

"A presidente, para se livrar do crime de responsabilidade, terá de entregar espaços cada vez maiores do seu governo", afirmou o tucano

SÃO PAULO – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou nesta quarta-feira (26) que a presidente Dilma Rousseff (PT) é “refém” da sua base aliada no Congresso e que a ausência da base é um recado claro para a presidente.

“A presidente, para se livrar do crime de responsabilidade, terá de entregar espaços cada vez maiores do seu governo. E a base sabe disso. Hoje ela é refém da sua base de apoio, especialmente do PMDB”, disse Aécio, que foi derrotado por Dilma nas eleições de outubro.

Aécio ainda afirmou que, mesmo tendo a maioria tanto na Câmara quanto no Senado, o governo não conseguiu colocar no plenário o número exigido de parlamentares. Segundo Aécio, a base só aprovará o projeto, que é considerado “prioridade total”, se Dilma atender aos pleitos de partidos aliados. 

PUBLICIDADE

Ele ainda afirmou ser “risível” o discurso do senador Lindbergh Faria (PT-RJ) , que da tribuna hoje disse que a Oposição será culpada pela paralisação do Brasil.