Eleições

Aécio critica governo e diz que pesquisas ainda não mostram o real cenário

Candidato tucano afirmou que pesquisas ainda irão demorar 15 dias para mostrar efeito das campanhas de cada candidato

Roger Agnelli, CEO of Vale do Rio Doce, left, Aecio Neves, governor of Minas Gerais, center, and Claudio Campos, director of Energy of Noveli Brazil, pose for photographers in front of the “Risoleta Neves” hydroelectric power plant in Rio Doce, Brazil Tuesday, August 30, 2005. Photographer: Marcos Issa/Bloomberg News.

SÃO PAULO – Aécio Neves, candidato do PSDB à presidência, realizou uma caminhada pela região do mercado popular do Saara, no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (25) e aproveitou o momento para exaltar sua campanha e dizer que, apesar da mudança do cenário político, o que foi mostrado na última pesquisa Datafolha foi apenas momentâneo.

De acordo com o candidato tucano, ainda irá demorar cerca de 15 dias para que as pesquisas mostrem como realmente vai a campanha de cada um, mas mesmo assim, Aécio assumiu o “perigo” de Marina, que neste momento está empatada com ele nas pesquisas.

Aécio também aproveitou para criticar o atual governo. “Acredito que tenho um projeto não só para ganhar as eleições, mas para mudar o Brasil que virou um canteiro de obras inacabadas”, afirmou. O candidato ainda disse que o PT faz terrorismo quando diz que ele vai acabar com o Bolsa Família. “O Bolsa Família faz parte da realidade brasileira e não foi invenção desse governo, mas sim uma junção de projetos do governo do PSDB”, completou.

PUBLICIDADE

Sobre a citação feita pelo economista Eduardo Giannetti, apoiador de Mariana, que afirmou que espera contar com Fernando Henrique Cardoso num eventual governo do PSB, Aécio mostrou que não concorda com o posicionamento. Ele disse que respeita a posição de Giannetti, mas disse não saber se esse é um bom início de campanha para quem tem de apresentar propostas.