Negando rumores

Aécio convoca coletiva para afastar rumores de renúncia e diz que estará no 2º turno

"A mudança começará em primeiro de janeiro, por isso precisaremos de uma equipe preparada, experiente", disse Aécio Neves; ele também criticou Marina e Dilma

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em coletiva de imprensa realizada em São Paulo, ao lado de lideranças como Fernando Henrique Cardoso, o candidato à presidência da república pelo PSDB, Aécio Neves, tentou dissipar os rumores de que iria renunciar à disputa. Ele afirmou ter convicções que irá para o segundo turno das eleições.

“A mudança começará em primeiro de janeiro, por isso precisaremos de uma equipe preparada, experiente”, disse Aécio Neves. Ele também fez críticas mais veementes à Marina Silva (PSB), colocando dúvidas sobre a candidatura da ex-senadora. O mineiro afirmou que ele é a “alternativa de mudança mais consistente” e que “a candidatura Marina se assemelha a uma metamorfose ambulante”. “O eleitor pretende votar na Marina que ataca o PT ou que foi do PT?”, questionou, ressaltando que é preciso saber em quais Marinas o eleitor pretende votar. Ele afirmou ainda que o improviso não é o melhor conselheiro e que teme o discurso de negação de Marina. 

Além disso, ele criticou Dilma Rousseff (PT) e afirmou ter convicção de que a petista perderá as eleições. “Há uma candidatura do PT que fracassou”.

Aprenda a investir na bolsa

Vale ressaltar que, segundo o blog de Fernando Rodrigues, Aécio ligou para aliados para negar que estivesse propenso a desistir da candidatura. A um grande empresário, o tucano afirmou que o importante é se manter na disputa e acumular capital para eleições seguintes e que agora precisa dar atenção para Minas Gerais, seu  estado natal.