Política

Aécio confirma conversa com Lisboa para novo governo e diz que Temer irá cortar ministérios

O tucano confirmou que Marcos Lisboa participou de reunião com o PSDB e disse que Armínio Fraga topou ajudar Temer, mas sem assumir ministérios

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente do PSDB, Aécio Neves, deu novos detalhes na tarde desta terça-feira (19) sobre as mudanças que seriam feitas em um eventual governo de Michel Temer caso Dilma Rousseff sofra impeachment. Sobre os nomes citados para integrar este novo governo, o tucano afirmou que Armínio Fraga aceitou ajudar Temer, mas que não iria assumir nenhum ministério. Além disso, sem dar maiores detalhes, Aécio disse que Marcos Lisboa esteve na reunião do PSDB hoje.

Outra mudança que o tucano confirmou é a mudança da quantidade de ministérios, que segundo ele passaria a ser de 20 a 22 com a entrada de Temer. Aécio ainda afirmou que o PSDB não terá nenhum cargo em um governo do peemedebista, mas que também não irá punir ninguém que aceitar uma vaga.

“Nossa posição não é reivindicativa, mas sim colaborativa para Temer”, disse o presidente tucano. Além disso, Aécio mostrou que o atual vice precisa estar pronto para mudanças rápidas caso assuma o poder. “Temer precisa evitar a sensação de interinidade e precisa levar medidas ao Congresso assim que assumir”, afirmou.

Aprenda a investir na bolsa

“Eu disse ontem ao vice-presidente da república que, se assumir a Presidência, uma das questões essenciais a ser enfrentadas na largada do seu eventual governo é apresentar uma proposta de reforma política que restabeleça a cláusula de barreira, o voto distrital misto e o fim das coligações proporcionais”, disse ele.

O senador também rebateu as críticas do governo de que a oposição tenta promover o “terceiro turno”. “As eleições foram vencidas pela presidente. E talvez tenha sido eu o primeiro brasileiro a reconhecer isso. Se ela está na iminência de perder o seu mandato, não é pela força da oposição, que representa sequer 20% das cadeiras no Congresso”, disse ele, lembrando que o veredito passou na Câmara com o aval de dois terços dos deputados.

Especiais InfoMoney:

Hoje às 19h15: palestra online“Como montar uma Carteira de Ações Vencedora”. Clique aqui para assistir

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE