Lava Jato

Advogado de Lula na ONU chama Sergio Moro de “egomaníaco” e diz que juiz “ama publicidade”

Para Geoffrey Robertson, juiz federal se comporta como Eliot Ness

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva perante o Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas), Geoffrey Robertson criticou o comportamento do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos casos da operação Lava Jato na 13ª Vara Federal, em Curitiba. Em jantar na noite da última quarta-feira (30), em São Paulo, o advogado chamou o magistrado de “egomaníaco”. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

“Moro ama publicidade”, afirmou Robertson. Para ele, o juiz federal se comporta como um Eliot Ness — o americano que conseguiu prender o mafioso Al Capone. Sobrou crítica até para o presidente do TRF-4 (Tribunal Regional Federal), o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, que disse que a condenação de “irretocável”.

“É ridículo, o presidente prejulgou. Como Lula terá direito a uma apelação justa?”, questionou. Na avaliação do advogado, o sistema brasileiro é “inquisitorial”.

Aprenda a investir na bolsa