Resposta

Advogado de Lula diz que Moro “perdeu a imparcialidade” para julgar seu caso

O advogado falou durante um evento realizado em Nova York para apoiar o ex-presidente

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Logo após Sergio Moro aceitar a denúncia contra o ex-presidente Lula, seu advogado, Cristiano Zanin Martins, afirmou que o juiz federal perdeu a imparcialidade para julgá-lo. “O líder dos procuradores que atua na Operação Lava-Jato chegou a dizer que ele e o juiz eram símbolos de um time, o que mostra que não houve a separação entre o acusador e o julgador. Evidentemente que o juiz perdeu a imparcialidade para julgar Lula”, disse.

O advogado falou durante um evento realizado em Nova York para apoiar o ex-presidente. “Hoje [o presidente Michel] Temer falou na ONU que nós temos um Judiciário independente e um Ministério Público atuante. No entanto, as arbitrariedades e as perseguições a Lula por um juiz de Curitiba e pelas convicções de alguns membros do MP colocam em xeque a imagem que Temer passou ao mundo”, afirmou Martins.

“O show pirotécnico ocorrido por uma ação no último dia 14 chocou o Brasil e todos aqueles países que prezam pelos direitos humanos e pelas garantias individuais. Mas nós lutaremos pela preservação do Estado democrático de direito através das medidas previstas em lei”, continuou o advogado. O evento está aproveitando a realização da Assembleia-Geral da ONU para chamar atenção para possíveis irregularidades na condução do caso contra Lula.

Aprenda a investir na bolsa