Acusada de irregularidades, Matilde Ribeiro anuncia saída de secretaria especial

Mesmo com as justificativas, Planalto considera negativa a presença da ex-ministra no governo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após encontrar o presidente Luis Inácio Lula Da Silva nesta sexta-feira (1), a ministra Matilde Ribeiro anunciou seu desligamento da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade.

Acusada de uso irregular de cartão corporativo do governo, Matilde assumiu seu erro administrativo e ressaltou que o fato ocorreu devido a dificuldades enfrentadas no seu deslocamento e hospedagem fora de Brasília, mas pode e deve ser corrigido.

Acusações que pesam sobre Matilde

A ex-ministra é acusada de irregularidades no uso do cartão de crédito corporativo, somando R$ 171 mil em despesas no cartão, incluindo R$ 461,16 vindo de um pagamento em um free shop.

Aprenda a investir na bolsa

Em sua defesa, a assessoria de Matilde afirmou que ela teria usado o cartão por engano e que já teria devolvido o dinheiro aos cofres públicos, mas mesmo assim assessores do Planalto consideram a presença da ex-ministra na secretaria prejudicial para o governo.