"Não houve espaço"

Acirramento da disputa nacional derrubou eleição estadual, critica Haddad

Segundo ele, ão houve espaço nos meios de comunicação para o debate estadual, o que acabou afetando o candidato do PT Padilha, que perdeu com 18,22% dos votos

SÃO PAULO – O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) criticou o resultado da eleição estadual, que resultou na reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB) na último domingo, 5, em primeiro turno. Para ele, houve um prejuízo em função da centralidade que a eleição presidencial ganhou.

“A eleição estadual ficou muito prejudicada pelo acirramento da disputa nacional. Não houve espaço na imprensa, nos meios de comunicação para o debate estadual e acho que isso acabou afetando muito nosso candidato, que, ainda assim, conseguiu no final apresentar uma boa colocação, sobretudo na capital. Ele teve um pouco menos do que eu no primeiro turno em 2012”, comentou o prefeito após debate dos presidenciáveis realizado na última terça-feira (14) na Rede Bandeirantes. O candidato tucano ganhou a eleição do governo com 57,31% dos votos, contra 21,53% dos votos de Skaf (PMDB) e 18,22% de Padilha (PT). 

“O prejuízo foi em função da centralidade que teve a eleição presidencial. Ela chamou muita atenção pelo imediatismo e até mesmo pela tragédia que ocorreu com o nosso companheiro Eduardo Campos (que faleceu dia 13 de agosto em um acidente de avião), que comoveu o País. Tudo isso acabou centralizando demais”, comentou. Para ele, essa concentração das atenções com o tema nacional pode ter derrubado campanhas estaduais, sobretudo em São Paulo. 

PUBLICIDADE