Atentado

“Ação fascista” ou exagero? Veja o vídeo da bomba atirada ao Instituto Lula

Petistas na Assembleia Legislativa de São Paulo citam outros casos de ataques ao partido e dizem que ato foi ação criminosa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo divulgou uma nota nesta sexta-feira (31) criticando o ataque contra o Instituto Lula, que foi alvo de “artefato explosivo” na noite de ontem. Segundo os deputados petistas, o acontecimento foi uma “ação criminosa” motivada por “ódio” de “inspiração fascista”. 

Os deputados citaram ainda outros eventos como o incêndio em uma sede do PT em Jundiaí para reforçar a tese de que há uma tentativa deliberada de alguns setores da sociedade de atacar o partido. “O discurso de ódio praticado pelos setores mais reacionários da sociedade e amplificado por setores da grande imprensa está construindo um ambiente perigoso no país, como bem alertou o próprio ex-presidente Lula na última semana”, afirmaram, segundo apurou reportagem do Valor Econômico. 

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse hoje que acionou a Policia Federal (PF) para colaborar nas investigações do atentado sofrido. Ele disse que foi informado sobre o caso e comunicou logo o diretor-geral da Policia Federal, Leandro Daiello, para “ver se cabe à Policia Federal fazer alguma coisa”. Ele quer que a instituição dialogue com autoridades paulistas para, “dentro das nossas competências, analisarmos o que aconteceu e tomarmos decisões”, disse o ministro, no Rio de janeiro.

PUBLICIDADE

Veja o momento do “atentado” à sede do Instituto Lula: