Aletheia

Ação contra Lula na Lava Jato gera “clima de fim do mundo”, diz auxiliar de Dilma ao G1

Planalto vê 'operação casada' de reportagem e Polícia Federal

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Palácio do Planalto foi surpreendido hoje com a nova fase da Operação Lava Jato, tendo como alvo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Conforme destaca o G1, no Palácio do Planalto, por enquanto, a postura é de cautela. 

Apesar da solidariedade política, um auxiliar de Dilma afirmou ao colunista Gerson Camarotti que, para tomar uma decisão dessa, o juiz Sérgio Moro deve ter muitas evidências, já que terá uma grande repercussão política.  “Ele deve estar muito bom calçado”, disse um auxiliar da presidente. “Agora, um fato desse gera um clima de fim de mundo”, completou. 

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os integrantes do Palácio do Planalto veem uma “operação casada” entre o vazamento de trechos da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), nesta quinta-feira (3), e a operação desta sexta.

PUBLICIDADE

Segundo informações do jornal, “está na cara” que os episódios foram uma ação combinada para enfraquecer a presidente Dilma Rousseff, Lula e o governo. Para petistas, a Operação montou uma narrativa que, a cada dia e aos poucos, sobe mais um degrau com o intuito de prender Lula. 

Lula foi alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor). Os carros da PF chegaram às 6h (horário de Brasília) à sua casa, em São Bernardo. Quatro carros entraram na garagem do prédio e cerca de dez agentes ficaram na portaria. Um helicóptero também está no local.

Os advogados de Lula haviam entrado com habeas corpus para evitar a medida de condução coercitiva, mas ele valia só para São Paulo, e não para Curitiba, de onde despacha o juiz Sérgio Moro. Além de Lula, há mandado de condução coercitiva contra o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. Às 8h04, o ex-presidente foi levado para depor à PF em um carro descaracterizado. Até este horário, não havia informações sobre onde seria realizado o depoimento.

Leia também:

Carteira InfoMoney tem 4 novas ações para março; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa