De olho nos leilões

“Abu Dhabi brasileira”? São Paulo pode se firmar como nova potência petroleira e levar US$ 40 bi em leilões

Leilão desta quarta-feira será o primeiro teste sobre potencial do setor de petróleo - e potencial arrecadatório de São Paulo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Duas grandes mudanças acontecerão no mercado de petróleo brasileiro a partir desta semana, conforme apontou o jornal Folha de S. Paulo. São elas: a adoção de um novo modelo de exploração de petróleo e a ascensão de São Paulo como um grande produtor.

Nesta quarta-feira, o governo federal realiza a 14ª rodada de licitações de áreas para exploração e produção, que será o primeiro de nove já previstos. O leilão funciona como o primeiro teste das novas regras do setor, com o fim da exclusividade da Petrobras na exploração do pré-sal e flexibilizaram as obrigações de compras de bens e serviços no país de regras do setor. 

A ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis) espera atrair até US$ 80 bilhões em investimentos e metade, cerca de US$ 40 bi, deve ficar com São Paulo. Conforme aponta a Folha, o estado assumirá a segunda posição entre os maiores produtores de petróleo do Brasil ainda em 2017 e é apontado como o principal foco de crescimento da atividade nos próximos anos.  Projeta-se  que os cofres do Estado e de municípios paulistas serão beneficiados com US$ 52 bilhões em arrecadação de royalties. 

Aprenda a investir na bolsa

A ANP vai oferecer no leilão de quarta 287 blocos exploratórios, 57 deles no litoral paulista. Será a primeira vez, em dez anos, que águas rasas da bacia de Santos, fora da região do pré-sal, serão ofertadas. Os investidores esperam mais competição do que no leilão mais recente, em 2015, diante das mudanças regulatórias promovidas pelo atual governo.

Em março deste ano, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou que São Paulo será um dos grandes produtores de petróleo do mundo. “Quem for governador de São Paulo daqui dez ou quinze anos vai governar Abu Dhabi. Vamos ser um grande produtor de óleo e gás”, disse o governador.