Surpresa!

A “malandragem” de última hora de Jucá que favorece parentes de políticos

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o relator do projeto, senador Romero Jucá (PMDB-RR), retirou do texto o trecho que proibia a inclusão de parentes de políticos, e o projeto de lei foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Senadores fizeram uma manobra de última hora para permitir que parentes de políticos possam participar da nova rodada de repatriação de recursos enviados irregularmente ao exterior. Na noite desta quarta-feira (23), a oposição se articulou para eliminar essa possibilidade e garantiu a retirada dos parágrafos que permitiam a adesão deste grupo à nova edição do programa.

No entanto, segundo o jornal Folha de S.Paulo, o relator do projeto, senador Romero Jucá (PMDB-RR), retirou do texto também as partes que expressamente proibiam a inclusão de parentes de políticos. Dessa forma, como o projeto de lei aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na noite de quarta não proíbe textualmente, eles estariam liberados a repatriar os recursos enviados para outros países sem a devida declaração junto à Receita Federal. 

Segundo o jornal, a oposição deve apresentar nesta quinta-feira (24) um recurso no plenário do Senado para que o texto volte para CCJ e seja votado novamente, desta vez com o trecho da proibição incluído.

Aprenda a investir na bolsa