Combate ao coronavírus

A empresários, Maia fala sobre retomar obras paradas em um segundo momento

O deputado destacou a necessidade de um "pacote para organizar os setores" de forma horizontal

arrow_forwardMais sobre
(Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Aprenda a investir na bolsa

Em reunião virtual com empresários do Lide, grupo de lideranças corporativo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que é preciso garantir previsibilidade para a população e organizar medidas para cada setor da economia. “Precisamos organizar esse momento de crise mais aguda de guerra, para que a gente tenha o mínimo de previsibilidade e analisar semana a semana como o vírus atinge a população”, afirmou.

Em um segundo momento, no segundo semestre, Maia defendeu a retomada de obras paradas. “(Em um) segundo momento retomar obras, são bilhões em obras paradas”, disse. Boa parte das obras, segundo ele, não tem continuidade por falta de orçamento.

O deputado destacou a necessidade de um “pacote para organizar os setores” de forma horizontal durante a crise causada pela covid-19. O presidente da Câmara citou ainda a questão do pagamento de aluguéis como uma preocupação. Maia também abordou a dificuldade de fazer isolamento em residências de pessoas de classes mais baixas, onde vivem muitas pessoas.

Aprenda a investir na bolsa

“Na classe mais alta certamente todo mundo está fazendo isolamento, em uma residência com 6, 7 pessoas, imagina tirar os idosos, vai colocar onde?”, questionou o presidente da Câmara.

Para Maia o isolamento vertical defendido pelo presidente Jair Bolsonaro é “ótimo”, mas é necessário pensar em como isso será feito em relação aos idosos, que são grupo de risco, em situação de vulnerabilidade.