Perspectivas

7 eventos que vão agitar o início de 2018 e todo investidor precisa ter na agenda

Enquanto a agenda da primeira semana do ano fica mais tranquila, logo no fim do mês já haverá um grande evento que deve mexer com o mercado

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após da alta de 27% do Ibovespa este ano, 2018 começa com uma agenda já agitada, apesar de uma semana mais curta. Enquanto a política deve seguir mais tranquila, com o Brasil de olho no julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no fim de janeiro, entre os indicadores a semana será bem movimentada no exterior.

Logo na segunda-feira (1), enquanto boa parte do mundo ainda estará comemorando a virada do ano, a China já divulga o PMI da indústria, indicador importante e que costuma agitar o mercado de commodities, impactando também ações como a Vale aqui no Brasil. A expectativa da LCA Consultores é de uma leve queda de 50,8 pontos para 50,7 pontos.

Já na terça-feira (2), serão apresentados diversos PMI industriais, incluindo o do Brasil, Estados Unidos, Reino Unido e zona do Euro. No dia seguinte será apresentado um dos dados mais importantes da semana, a ata do Fomc, que deve trazer mais detalhes sobre os futuros planos do Federal Reserve após a alta de juros em dezembro.

Aprenda a investir na bolsa

A sexta-feira (5) será o dia mais agitado deste começo de ano, com destaque, no Brasil, para os dados de produção industrial. No exterior, as atenções se viram para os EUA, onde será divulgado o relatório de emprego, enquanto alguns integrantes regionais do Federal Reserve farão discursos.

2018 começa com tudo
Apesar de uma primeira semana um pouco mais tranquila, o ano começa com um calendário já bastante recheado, principalmente na política, onde as movimentações para as eleições ganham força. Confira abaixo algumas datas muito importantes que os investidores já precisam colocar em seus calendários nestes primeiros meses de 2018:

24/01 – Julgamento de Lula no TRF4
3/2 – Saída de Janet Yellen do comando do Federal Reserve
05/02 – Câmara inicia debates sobre a reforma da Previdência
19/02 – Votação em 1º turno da reforma da Previdência
Entre março e abril – janela partidária (prazo para políticos mudarem de partido)
4/03 – Eleições na Itália
18/03 – Eleições na Rússia

O segundo semestre ainda contará não só com as eleições aqui no Brasil, mas também com pleitos no México e a disputa legislativa nos Estados Unidos, que serão de extrema importância para Donald Trump manter uma base para conseguir apoiar suas propostas. Para conferir os eventos semanais da agenda de indicadores, clique aqui.