Eleições 2016

150 candidatos são presos por crimes eleitorais; MG lidera lista, com 43 ocorrências

A maior parte dos candidatos foi presa por praticar crimes de boca de urna

SÃO PAULO – O número de ocorrências de crimes eleitorais envolvendo candidatos subiu para 269, segundo nova atualização de dados realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Desse total, 150 foram presos. A maioria dos casos ocorreu em Minas Gerais (43), seguido de Goiás (16), Paraná (15), Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso (12), São Paulo (8), Piauí, Paraíba e Pernambuco (5), e Rio Grande do Norte (4). Os estados do Acre, Bahia, Maranhão, Roraima e Rio Grande do Sul mostraram 1 ocorrência cada.

A maior parte dos candidatos foi presa por praticar crimes de boca de urna. Também foram decretadas prisões por divulgação de propaganda, transporte ilegal de eleitores e corrupção eleitoral, conforme noticiou a Folha de S. Paulo.

Também foram registradas 2.015 ocorrências que não envolviam candidatos, sendo 1.005 com prisão. 

PUBLICIDADE