Em petrobras

Balanço da Petrobras foi muito acima dos anos anteriores, mas "melhores dias estão à nossa frente", diz CEO

Roberto Castello Branco, que assumiu o cargo de CEO no início de 2019, ressaltou os feitos recentes da empresa, mas apontou que a empresa ainda tem muitos desafios

Roberto Castello Branco
(Fernando Frazão/Agência Brasil )

SÃO PAULO - No documento de resultados da Petrobras (PETR3;PETR4) de 2018, em que a estatal informou lucro de R$ 25,8 bilhões, Roberto Castello Branco escreveu sua primeira mensagem como presidente da estatal.

Ele apontou que os números da companhia no ano passado foram indiscutivelmente melhores do que em muitos anos anteriores,  mas "que os melhores dias da Petrobras estão ainda à nossa frente".

O CEO da Petrobras, que assumiu o cargo no início de 2019, ressaltou os feitos recentes da empresa, como a obtenção de alguns recordes históricos de fluxo de caixa livre e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) ajustado, além da interrupção de quatro anos seguidos de prejuízos, assim como a redução da maturidade da dívida. 

"Em fevereiro de 2019 nossa capitalização de mercado voltou a superar os US$ 100 bilhões, o que nos coloca de volta na posição de maior companhia da América Latina", destacou. 

Porém, ele avalia que, mesmo com os bons resultados de 2018, a Petrobras não pode se "limitar à visão interna" e deve se superar. "Ampliando nosso horizonte para a indústria de petróleo global reconhecemos humildemente que estamos muito aquém do desejável. Não podemos nos conformar com a situação atual, havendo muito a fazer e muitos desafios a superar".

Para isso, ele apontou que a empresa se concentrará em cinco pilares estratégicos: i) melhora substancial da alocação do capital através do foco nos ativos core; ii) maior agilidade no processo decisório; iii) busca do grau de investimento e a redução do custo do capital via desalavancagem financeira e relacionamento transparente com os mercados financeiros globais; iv)  custos baixos para a geração de valor independentemente do ciclo econômico e v) respeito às pessoas e ao meio ambiente e a preservação da segurança das operações.

"Acreditamos que nossa agenda de mudança transformacional seja capaz de criar considerável valor para os acionistas e para o Brasil no futuro. Podemos dizer, então, que os melhores dias da Petrobras estão ainda à nossa frente", conclui a carta. 

Quer investir pagando TAXA ZERO de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear.

 

Contato