Em petrobras

Venda de ativos da Petrobras é liberada por Dias Toffoli

O plenário do Supremo decidirá sobre o caso em 27 de fevereiro, de acordo com uma declaração da Suprema Corte

Petrobras
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- A Petrobras ganhou a reintegração de um decreto presidencial facilitando a venda de ativos, o que pode ajudar a avançar os planos do presidente Roberto Castello Branco para aumentar o lucro da petrolífera.

O presidente do STF Dias Toffoli anulou uma liminar em 19 de dezembro que suspendeu uma decisão do ex-presidente Michel Temer para permitir vendas sem licitação de campos de petróleo.

A decisão anterior por parte do ministro Marco Aurelio Mello, a pedido do Partido dos Trabalhadores, dizia que o Congresso deveria legislar sobre as licitações e contratos da Petrobras.

O plenário do Supremo decidirá sobre o caso em 27 de fevereiro, de acordo com uma declaração da Suprema Corte.

A decisão mais recente poderia aumentar as chances de vendas de ativos nesse ínterim pela estatal Petrobras, que tem a maior dívida de qualquer companhia de petróleo de capital aberto.

Invista com a ajuda da melhor assessoria do Brasil: abra uma conta na XP - é de graça!

Castello Branco assumiu a presidência neste mês dizendo que buscará venda de ativos e políticas que aumentem o lucro, ecoando a promessa do presidente Jair Bolsonaro de reduzir o papel do estado na maior economia da América Latina.

 

Contato