XP Investimentos

Oferecido por
CONTEÚDO PATROCINADO

Quer ganhar dinheiro aconselhando outros a ganharem dinheiro?

Saiba como se tornar agente autônomo de investimento, um dos mercados que mais crescem no Brasil

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

SÃO PAULO – Por muito tempo, o agente autônomo de investimentos era apenas um corretor de renda variável, mas nos últimos anos a profissão se desenvolveu no Brasil e este profissional passou a ter uma atuação ainda mais importante para o crescimento e fortalecimento do mercado de capitais no país.

Esses profissionais conhecem as regras do mercado financeiro e o risco/retorno das aplicações, tiram as dúvidas e aconselham os clientes a investirem seu dinheiro de forma mais eficiente.

O aumento da taxa de juros tem sido um ótimo incentivo para a profissão, pois cria mais possibilidades de investimentos principalmente os de Renda Fixa. Com o aumento dos juros, a distância entre a rentabilidade desses produtos financeiros que pagam próximo de 15% ao ano, fica ainda maior ao rendimento da poupança de 6% ao ano, que tem perdido para inflação que no ano passado chegou a 10,67%. 

Como se tornar um Agente Autônomo de Investimento?

Para se tornar agente autônomo de investimentos é necessário fazer uma prova para receber o certificado da Ancord. A XP Educação possui o curso preparatório para a prova com o maior índice de aprovação do mercado. A instituição de educação financeira faz parte da XP Investimentos, grupo com mais de 520 escritórios de agentes de investimento em 140 cidades e 25 estados, que oferece um portfólio completo de produtos e serviços financeiros.

<!–

Para saber mais sobre o curso preparatório, clique aqui

–>

Assessor Certificado XP

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para o profissional que deseja trabalhar com a XP Investimentos, é necessário passar por um programa de treinamento e certificação XPA primeira fase é a Universidade XP, que é a central online e operacional, funciona como a porta de entrada para que o assessor consiga fazer os treinamentos presenciais. A próxima etapa é a formação básica, onde o assessor aprende tudo aquilo que é necessário para construir o seu negócio. Assim, o assessor poderá ter acesso aos cursos de especialização, onde ele irá trabalhar temas específicos, por exemplo: “Como atender clientes de alta renda”. Após todo esse processo, o profissional estará apto a fazer a prova de certificação final e se tornar um Assessor Certificado XP.

“Temos no Brasil apenas 3.000 profissionais certificados em atuação, muito pouco quando comparado ao profissional de seguros que são 200 mil. A concentração do dinheiro do brasileiro ainda está nos bancos, em torno de 99% contra 8% nos EUA. Temos aí uma grande oportunidade”, ressalta André Amorim, diretor de expansão da XP Investimentos.

Ganhos e custos

Em média, a receita anual de um agente autônomo varia entre 0,4% e 0,75% de todo o dinheiro que ele capta. Um profissional bem-sucedido que consiga montar uma carteira de clientes que, juntos, tenham um patrimônio aplicado de R$ 50 milhões, por exemplo, poderá alcançar uma remuneração anual de até R$ 375 mil.

O agente autônomo também tem algumas despesas. Em geral, é necessário ter um escritório para atender os clientes. Será necessário alugar uma sala e investir na compra de computadores, telefonia e móveis, entre outras despesas.

Como o assessor ganha proporcional ao volume captado, associar-se a uma instituição financeira reconhecida e com credibilidade é um grande diferencial, que pode ajudá-lo a trilhar os primeiros passos nessa carreira e a captar investidores mais qualificados.

Na XP Investimentos todos assessores que estão começando recebem suporte de áreas especializadas e participam do programa PAN (Programa de Aceleração de Negócio), recebendo um incentivo de 150 mil reais para ajudá-lo nesse início pelos primeiros 18 meses.

Desbancarize sua carreira

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As pessoas estão cada vez mais procurando alternativas melhores para seus investimentos, e com isso, aumenta a demanda de profissionais qualificados para atendê-los e direcionar para o melhor caminho. “Todo esse movimento de assessores independentes já aconteceu nos EUA e Europa, isso é uma tendência e não temos como segurar”, afirma Amorim.

O Brasil começa a passar por esse processo e você pode fazer parte dessa mudança. Entenda mais sobre movimento de desbancarização assistindo ao vídeo:

Para saber mais sobre a profissão de Agente Autônomo de Investimento, acesse: www.distribuainvestimentos.com.br/