XP Investimentos

Oferecido por
Conteúdo Patrocinado

Como saber se um fundo imobiliário é rentável e confiável?

Série ‘XP In Loco’ visita imóveis dos principais FIIs e ajuda investidores na tomada de decisão

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Os fundos imobiliários ganharam destaque nos últimos anos ao possibilitarem que investidores sejam proprietários de imóveis, de forma indireta, e recebam rendimentos decorrentes de seus aluguéis. Para se ter uma ideia, a presença dos brasileiros nos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) cresceu 660% de dezembro de 2018 a janeiro de 2022, segundo dados da B3 de dezembro de 2021.

 

Com a redução da taxa de juros, movimento que ocorreu até 2021, e o aperfeiçoamento da qualidade dos produtos dessa classe de ativos, o volume de novas ofertas cresce sem parar.  Mas afinal, como saber quais são os melhores FIIs (fundos de investimentos imobiliários)?

O primeiro passo é compreender a essência dos FIIs. Um fundo imobiliário é uma espécie de “condomínio” de investidores, que reúnem seus recursos para que sejam aplicados em conjunto no mercado imobiliário.

A dinâmica mais tradicional é que o dinheiro seja usado na construção ou na aquisição de imóveis, que depois sejam locados ou arrendados. Os ganhos obtidos com essas operações são divididos entre os cotistas, na proporção em que cada um aplicou.

Para ajudar os investidores a encontrar as melhores opções, o time de análise de Fundos Listados da XP criou a série ‘XP In Loco’ a fim de mostrar como os especialistas avaliam os diversos ativos imobiliários que os FIIs do mercado possuem em seus portfólios.

Na série, transmitida pelo YouTube, os  especialistas fazem uma visita “in loco” no imóvel para trazer as principais características a serem estudadas ao analisar certo ativo imobiliário, como por exemplo localização, informações financeiras e técnicas, e os dados do locatário.

No primeiro episódio, a visita foi ao complexo logístico WT Cajamar, ativo do fundo imobiliário XP Log (XPLG11).  Os especialistas da XP conversaram com o gestor do fundo, Pedro Carraz, e falaram sobre a localização privilegiada do ativo, que fica próximo de duas rodovias, da criação de vias exclusivas que facilitam o tráfego, além de abordarem outras características importantes.

 

 

Muitos investidores ainda não sabem como analisar se um FII é bom ou não. Por isso, o objetivo da série é mostrar que, no final do dia, um FII é composto pelos ativos que o fundo investe e é preciso conhecer as particularidades de cada um.

No segundo episódio, os especialistas da XP visitaram o Catarina Fashion Outlet, ativo do fundo imobiliário XPMalls (XPML11). Confira a seguir:

 

 

A ideia dos vídeos da série é mostrar os detalhes e características de um ativo de cada fundo. O objetivo é dar um panorama sobre o empreendimento e ajudar a compreender a relevância do FII.

No terceiro episódio de ‘XP In Loco’, o local escolhido para a visita foi a Fazenda Paranatinga (MT), ativo do fundo imobiliário Riza Terrax (RZTR11).  O gestor do fundo, Paulo Mesquita, recebeu os especialistas da XP e ajudou a compreender as características do empreendimento.

 

 

A principal ideia da série é ser uma fonte de informação para os investidores e para quem deseja aportar em FIIs. Com uma linguagem de fácil compreensão e vídeos curtos, os interessados conseguem ter um panorama sobre os empreendimentos e podem ter um importante elemento para a tomada de decisão. Em breve, novos episódios de ‘XP In Loco’ estarão disponíveis.