Empresas e Tecnologia

Oferecido por
Conteúdo Patrocinado

Entenda as diferenças entre o PC que você tem em casa e um PC corporativo

PCs corporativos – ao contrário dos computadores encontrados normalmente no varejo – garantem agilidade e segurança aos funcionários das empresas

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores
arrow_forwardMais sobre

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus e a emergência do home office, muitas empresas se viram diante da necessidade de comprar mais PCs para seus funcionários trabalharem em casa. Para economizar em um primeiro momento, algumas optaram por PCs desenvolvidos para o mercado residencial. Esses computadores são mais baratos na hora da compra, mas acabam trazendo o desafio de gerenciar um parque muito mais complexo, com diferentes componentes e grande atualizações de drivers.

“Isso normalmente não é tão crítico para o mercado consumidor, mas para a empresa significa muito mais risco de downtime nas atualizações de PCs e muito mais custo para o time de TI gerenciar esses problemas e essa complexidade”, afirma Marcio Paulino, especialista de soluções da Intel.

Paulino explica que os PCs desenvolvidos para o mercado residencial têm características diferentes do PC corporativo. “Nos PCs corporativos com a plataforma Intel vPro, por exemplo, a Intel trabalha com os fabricantes assegurando que os PCs usem componentes que foram testados e validados em conjunto, incluindo processador, placa de vídeo, chipset e placas de rede”, comenta. “Isso significa mais produtividade para as empresas, pois reduz problemas de compatibilidade e atualizações de sistemas.”

O programa Intel SIPP (Stable IT Platform Program), parte do Intel vPro, provê uma plataforma validada para as empresas sem mudanças de componentes por pelo menos 15 meses ou até a próxima geração de processadores. “Esse prazo simplifica consideravelmente a gestão dos computadores corporativos.”

Gerenciar uma frota de PCs empresariais tornou-se mais complexo nos últimos tempos, devido ao grande volume de atualizações de software e incompatibilidades de driver envolvidas no ambiente de TI de hoje.

Produtividade

Além de necessitarem menos atualizações, os PCs corporativos, graças aos testes e validações, trazem seis elementos fundamentais para a produtividade dos profissionais que usam o computador:

  • Retorno instantâneo: sai do modo hibernação rapidamente
  • Responsivo: continua trabalhando mesmo com múltiplas janelas e aplicativos abertos
  • Os PCs corporativos em geral tem qualidade de tela melhores garantindo conforto visual durante longos períodos de trabalho
  • Teclado que não solta as teclas e perde a marcação da letra com o uso contínuo
  • Bateria de vida longa: até 11 horas de duração de bateria.1,2
  • Conectividade: WiFi com velocidade de download até 2.8x mais rápida1,3

O tema da agilidade do PC é algo de extrema importância para a produtividade do colaborador. Um estudo feito pela J. Gold Associates Research mostrou que funcionários perdem até um dia inteiro de trabalho por ano esperando seus computadores com três anos de vida ou mais reiniciarem.

“Por isso, é importante que as empresas optem por PCs corporativos, por conta do hardware ser testado e homologado e minimizar os updates de drivers”, conclui Paulino.

PUBLICIDADE

1. Os resultados de desempenho são baseados em testes realizados a partir de 21 de março de 2019 e quarta-feira, 3 de abril de 2019 e podem não refletir todas as atualizações de segurança disponíveis publicamente. Para obter detalhes, consulte a publicação da configuração. Nenhum produto pode ser totalmente seguro. Talvez o software e as cargas de trabalho utilizados nos testes de desempenho tenham sido otimizados apenas para desempenho em microprocessadores Intel®. Testes de desempenho, como SYSmark* e MobileMark*, são medidos usando sistemas de computação, componentes, software, operações e funções específicos. Qualquer modificação em algum desses fatores pode provocar variação nos resultados. Consulte outras informações e outros testes de desempenho para ajudá-lo a avaliar melhor as suas compras, incluindo o desempenho desse produto quando combinado com outros produtos. Para obter informações mais completas, acesse www.intel.com.br/benchmarks.

2. Até 11 horas de autonomia da bateria para um dia de trabalho produtivo com a 8ª geração de processadores Intel® Core™ i7-8665U, conforme medido pela carga de trabalho da MobileMark* 2018 em um sistema OEM em pré-produção com o processador Intel® Core™ i7-8665U, PL1= 15 W de TDP, 4 núcleos/8 threads, turbo de até 4,8 GHz, gráficos: Gráficos UHD Intel® 620, Monitor: tela de 14″ com resolução 1920 x 1080, memória: 16 GB, armazenamento: Hynix de 256 GB, tamanho da bateria: 52 WHr, SO: Windows* 10 Pro, BIOS: v.1.0.1, MCU: brilho do display AA definido para 150 nits em alimentação CC. O adaptador de rede sem fio do sistema está ligado e associado a uma rede sem fio que não está conectada à Internet.

3. Até 2.8x mais rápida: o padrão 802.11ax 2×2 160 MHz permite taxas de dados teóricas máximas de 2402 Mbps, 2,8 vezes mais rápidas do que o padrão 802.11ac 2×2 80 MHz (867 Mbps), conforme documentado nas especificações do padrão sem fio IEEE 802.11, e requer o uso de roteadores de rede sem fio 802.11ax configurados de maneira similar.

Relacionados