Canal do Empresário

OFERECIDO POR
História de sucesso

Espírito Empreendedor: como Sidney Oliveira transformou uma pequena farmácia em uma grande rede

Sidney Oliveira transformou sua pequena farmácia em uma empresa que já conta com 1,5 mil colaboradores

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Falar sobre a história da Ultrafarma é contar a trajetória de seu fundador, Sidney Oliveira. É fácil reconhecer seu rosto nos comerciais ou mesmo no site da empresa. Ele virou a marca registrada da drogaria, uma das mais conhecidas do País, e faz questão de manter um canal aberto de diálogo com os clientes. Oliveira começou a trabalhar muito cedo, ainda menino, em uma farmácia no interior do Paraná. “Lembro de sentir muita pena e comoção vendo as pessoas que não conseguiam comprar remédios por falta de recursos. Pensava em ajudar minha família, que também era muito pobre, mas principalmente queria ajudar as pessoas a ter acesso a tratamentos e assim dar conforto e qualidade de vida a essas famílias.”

O crescimento da Ultrafarma, fundada em 2000, desde o início foi ligado à personalidade do seu fundador, a seu estilo de gestão e a seus valores. “A fé sempre esteve presente na minha vida. Leio a Bíblia, sou católico praticante mesmo. Lembro que desde garoto gostava de assistir a missas e até hoje é meu programa preferido aos domingos. Apoio diversos projetos ligados a evangelização. Um deles é a transmissão ao vivo da Santa Missa das catedrais da Sé e São Judas Tadeu todos os domingos para o Brasil inteiro.” Oliveira é pai de dez filhos. Ainda não pensa em sucessão e diz que isso deve acontecer naturalmente. Não força os filhos a seguirem seu caminho e deseja que sejam felizes fazendo o que gostam. “Sou privilegiado. São seres humanos maravilhosos, meus companheiros de viagem, de aprendizado, de vida. Exercer o papel de pai é a melhor forma de exercitar o amor que alguém pode ter.”

Oliveira reconhece que adota um estilo de gestão “centralizador”. O ritmo de vida workaholic, com muito trabalho e sem horário para terminar (“Mas sei conciliar minhas reuniões e viagens profissionais com lazer e descanso”), permitiu criar uma empresa que se destacou no varejo farmacêutico. A Ultrafarma é calcada no comércio eletrônico e nas televendas para todo o País, e tem apenas quatro lojas físicas na avenida Jabaquara, no bairro paulistano da Saúde. A fórmula foi adotada depois de observar modelos de gestão e produtos que deram certo em outros países – claro, atentando para as diferenças culturais e mercadológicas no Brasil. Também levou ao lançamento de produtos próprios. A linha Sidney Oliveira, segundo o empresário, é considerada uma das maiores de vitaminas e minerais do mundo com apenas quatro anos de mercado. Para chegar a uma posição de destaque no varejo farmacêutico, a companhia conta com 1,5 mil colaboradores. Tem receita anual de R$ 800 milhões e comercializa 18 mil itens entre medicamentos, suplementos, vitaminas e produtos de higiene e beleza.

PUBLICIDADE

A Ultrafarma desde cedo apostou na mídia. Em 2007, foi vencedora do Prêmio Top of Mind Internet, como a primeira marca de farmácia na internet. Além de ter uma parceria grande com a RedeTV!, a drogaria é parceira de outras emissoras, como a Band. Também anuncia em quase todos os canais de TV aberta. O próprio empresário fez o convite a várias celebridades que estrelaram seus comerciais, como Neymar, Edu Guedes, Fúlvio Stefanini, Renata Banhara e Mariana Godoy. Na RedeTV!, patrocina, entre outros, o programa Turma da Pakaraka – show de palhaços que é especialmente popular no Norte e Nordeste. “Está faltando conteúdo infantil na TV brasileira e nossa garotada merece”, diz Oliveira.

A fórmula calcada em preços baixos, publicidade agressiva e venda online fez a Ultrafarma passar ao largo da recessão. Ao contrário, Oliveira aponta que a crise teve um efeito positivo para a companhia. “Por trabalharmos com preços altamente competitivos, tivemos aumento nas vendas nesse período.” O empreendedor disse estar otimista com as perspectivas para este ano, mesmo com a incerteza das eleições, e mais esperançoso com o futuro. “Só gostaria que os nossos governantes avaliassem a questão dos impostos elevados. Somos um dos países com a maior carga tributária do mundo!”

Não há planos de lançar nova bandeira nem de adquirir outras empresas. Uma das maiores parcerias aconteceu com o Grupo Cimed, que está entre as grandes indústrias farmacêuticas do Brasil, que levou ao lançamento do primeiro medicamento genérico da Ultrafarma. Segundo o empresário, a ideia é fortalecer e ampliar cada vez mais a linha de produtos com marca própria. Enquanto prepara as novidades, curte o crescimento – com muita fé.

*Esta reportagem foi originalmente publicada na edição de número 68 da revista LIDE, em 19/03/2018.