Nova seleção para o Curso Técnico em Agronegócio do SENAR

O curso, que é gratuito, tem grande aprovação. A grande diferença são as aulas presenciais e as visitas técnicas.

Importante: os comentários e opiniões contidos neste texto são responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney ou de seus controladores

Publicidade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) abrirá nos próximos dias um novo processo seletivo para o Curso Técnico em Agronegócio na modalidade semipresencial e totalmente gratuito, oferecido em parceria com o Ministério da Educação (MEC), por meio da Rede e-Tec Brasil no SENAR.

As aulas presenciais e as visitas técnicas fazem diferença no curso, que tem grande aprovação. “O curso é excelente e as aulas muito dinâmicas, sejam online ou presenciais” – atesta João Vítor Rocha, aprovado no último processo de seleção, realizado no início do ano. João Vítor é aluno do polo de Rio Branco, no Acre, está cursando o primeiro semestre e faz uma avaliação positiva da qualidade do ensino. “Já vi muita coisa boa, e até visitamos um grande complexo de piscicultura, com um centro de produção de alevinos, uma indústria de ração e um frigorífico”.

O aluno se refere à uma das visitas técnicas realizadas periodicamente para enriquecer o currículo. A maior parte do conteúdo é a distância, por meio das apostilas impressas, videoaulas e por materiais e atividades interativas no Ambiente Virtual de Aprendizagem, disponibilizado no portal da rede (http://etec.senar.org.br/ ), porém é essencial que os alunos garantam espaços na agenda para as aulas presenciais e provas realizadas nos polos da rede, assim como para as visitas técnicas, em geral, muito apreciadas por todos. O calendário escolar, com datas de todas as atividades presenciais e a distância do semestre, é disponibilizado para os alunos no 1º dia de aula presencial.

Continua depois da publicidade

No Rio Grande do Sul Bruno Johann conheceu todo o processo de produção de uma indústria de leite em pó. ” Gostei muito dessa visita técnica, não sabia como era industrializado o leite em pó e achei bem interessante”. Filho de produtores rurais, Bruno mora em Barros Cassal e é aluno do polo de Cruz Alta. Ele concluiu o Ensino Médio no ano passado, decidindo buscar a formação técnica do SENAR com planos de investimentos futuros nas terras da família. Para ele, além da qualidade do ensino oferecido pelo SENAR, a modalidade semipresencial é uma grande vantagem.

“O fato de ser semipresencial é muito bom, porque a gente estuda no horário que pode. Como muitos colegas, eu trabalho durante o dia, sou operador de máquinas, então posso estudar à noite e nos finais de semana. Essa iniciativa do SENAR é importante porque facilita para os filhos de produtores o acesso ao conhecimento e assim podemos ajudar mais os nossos pais. E isso também melhora a produção do País”.

Abordagem ampla

O acreano João Vítor também faz planos para a propriedade da família. “Meu avô tem terras no município de Capixaba e toda a família trabalha com ele, inclusive meu pai. Plantamos macaxeira, melancia e criamos gado. Mas a região é carente de tecnologia, há muito desperdício de dinheiro. Quero melhorar tudo por lá”.

O Odair José dos Passos, assim como João Vítor aluno do polo de Rio Branco, no Acre, é formado em Administração de Empresas e atua como gerente de uma fazenda de engorda de gado. Ambos estão fazendo o curso Técnico do SENAR em busca de atualização e conhecimentos mais específicos no setor.

“Estou relembrando vários conteúdos de administração e ganhando novos conhecimentos na área da agropecuária. Já tivemos aulas importantes sobre produção vegetal, manejo do solo, cálculo de custos, etc. Os professores e tutores são ótimos, são profissionais que estão por dentro do agronegócio e a gente sempre conta com eles para tirar dúvidas. Quando você precisa eles estão lá, seja nas aulas presenciais ou no site da rede”.

Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4141
www.senar.org.br
www.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil

Tópicos relacionados