Valor aplicado pelo investidor pessoa física na Bolsa sobe 6,83% em um ano

Montante aplicado por investidores com idade entre 56 e 65 anos tem crescimento ainda maior, de 11,54%

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O número de investidores pessoa física na Bolsa teve um crescimento tímido em julho de 2009, na comparação com o mesmo período de 2008. De acordo com dados da BM&F Bovespa, divulgados na última semana, os investidores de varejo com posição em custódia passaram de 521.196 em 2008 para 521.555 em 2009, ou seja, um avanço de 0,07%.

No mesmo período, no entanto, cresceu o valor aplicado por esses investidores na Bolsa. Enquanto em 2008 as aplicações de pessoa física somavam R$ 79,18 bilhões, em 2009, o montante passou para R$ 84,58 bilhões, valor 6,83% maior.

Na divisão por faixa, o maior acréscimo em termos de valores aconteceu entre os investidores com idade entre 56 e 65 anos, cujo montante aplicado cresceu 11,54%, passando de R$ 19,60 bilhões para R$ 21,86 bilhões.

Montante aplicado é maior entre os mais velhos

Segundo os dados da BM&F Bovespa, quanto mais velho o investidor, maior o valor aplicado na Bolsa. Dos R$ 84,58 bilhões aplicados em julho, mais de 58% eram de investidores com idade acima de 56 anos. Destes, 25,85% pertenciam a investidores entre 56 e 65 anos e 35,23% eram de investidores com mais de 66 anos.

Os investidores entre 26 e 35 anos que mais participaram da Bolsa no sétimo mês do ano eram responsáveis por apenas 6,51% do valor aplicado, ou seja, R$ 5,51 bilhões.

Confira a participação dos investidores de varejo, por faixa etária, em termos de montante aplicado:

Faixa etáriaValor aplicado
(em R$ bilhões)
Participação (%)
Até 15 anos0,310,36
De 16 a 25 anos0,810,96
De 26 a 35 anos5,516,51
De 36 a 45 anos10,9412,93
De 46 a 55 anos15,3618,16
De 56 a 65 anos21,8625,85
Maior de 66 anos29,8035,23
Total84,58

Fonte: BM&F Bovespa