levantamento da xp

Um terço dos gestores de fundos esperam cortes de juros até dezembro

Segundo levantamento da XP Investimentos, das 30 gestoras que participaram, 10 acham que a Selic vai ser reduzida até dezembro

SÃO PAULO – Boa parte dos gestores de fundos multimercado macro acredita que haverá cortes da taxa básica de juros até o final do ano. Segundo levantamento da XP Investimentos, das 30 gestoras que participaram, 10 acham que a Selic vai ser reduzida até dezembro.

Já para a reunião de hoje do Copom, a primeira com o Banco Central sob o comando de Roberto Campos Neto, é consenso que o juro deverá ser mantido em 6,5% ao ano.

Segundo a XP, a necessidade de cortes nas próximas reuniões reflete os dados de atividade que continuam fracos e têm frustrado as expectativas do mercado.

PUBLICIDADE

Na pesquisa anterior, feita em fevereiro, apenas 21% dos consultados esperavam reduções adicionais da Selic. Alguns economistas esperavam, inclusive, que a taxa tivesse alguma elevação até o final do ano.

Outros indicadores

De acordo com o levantamento, as projeções para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2019 caíram de 2,70% para 2,00%.

Já a inflação deve continuar bem comportada ao longo de 2019 – a expectativa mediana entre os gestores é de que o IPCA (índice que mede a inflação oficial do país) termine o ano em 3,85%.  

Para o dólar, a expectativa é que a moeda encerre o ano em R$ 3,60, mesmo patamar que havia sido projetado na semana anterior.

Posicionamento dos fundos

PUBLICIDADE

Diante deste cenário, os fundos multimercado macro mantêm posições aplicadas principalmente em juros nominais e reais.

Após a valorização recente da Bolsa, alguns gestores optaram por diminuir a exposição comprada em ações.