AO VIVO Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda extra imobiliária: Como montar uma carteira vencedora de FIIs; assista

Renda fixa

Tesouro pretende lançar título prefixado com vencimento acima de 10 anos

Segundo documento, criação depende de condições do mercado e visa contribuir para a melhora da dívida pública

SÃO PAULO – Em meio a um ambiente de juros no menor patamar histórico, o Tesouro Nacional pretende emitir títulos públicos prefixados com vencimentos mais longos, acima de dez anos. O assunto consta no Plano Anual de Financiamento (PAF) de 2020, divulgado pelo Tesouro Nacional nesta terça-feira (28).

De acordo com o documento, a criação depende das condições de mercado e visa “contribuir para o alongamento da estrutura a termo de taxas de juros, com externalidades positivas para o mercado de capitais”.

Atualmente, o título prefixado de maior prazo oferecido no Tesouro Direto e disponível para compra corresponde ao com juros semestrais e vencimento em 2029. Os outros dois papéis disponíveis para aplicação vencem em 2022 e 2025 e não contam com o pagamento de cupons semestrais.

Esta não é a primeira vez que o assunto vem à tona. Em outubro passado, o Tesouro confirmou que estava estudando a criação de um novo título público prefixado com vencimento de pelo menos 20 anos.

Segundo o PAF, diante do vencimento, a partir de 2021, de títulos indexados à Selic (LFTs) que foram ofertados em 2015, “se abrirá uma interessante janela de oportunidade para a substituição [desses papéis] por instrumentos com taxas prefixadas ou remunerados por índices de preços”.

Retorno prefixado

Ao comprar um papel prefixado (conhecido anteriormente por LTN), o investidor está fixando na compra o rendimento que será pago no futuro. Até o vencimento, contudo, o retorno irá oscilar de acordo com o comportamento dos juros: caso as taxas subam, o valor desses papéis será ajustado para baixo – o que pode levar o investidor à perda de dinheiro. E vice-versa.

Leia também: 
Alan Ghani: Título público prefixado de 20 anos seria ótimo para o Brasil – e para você
Onde ainda vale a pena investir na renda fixa? Ibiuna e JGP respondem

Desta forma, esse tipo de papel é indicado para quem acredita que as taxas de juros tendem a cair, ou para quem quer garantir determinado rendimento anual, com intenção de resgatar o papel apenas na data de vencimento.

Invista a partir de R$ 100 no Tesouro Direto com taxa ZERO: abra uma conta gratuita na Rico