Em onde-investir / tesouro-direto

Tesouro Direto: taxas de títulos públicos disparam com indefinição sobre a reforma da Previdência

Mercado segue cauteloso à espera da votação do projeto na Comissão Especial da Câmara dos Deputados

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto, programa que possibilita a compra e venda dos papéis por investidores pessoas físicas por meio da internet, operavam em alta na abertura do pregão desta quarta-feira (3).

Dentre os destaques do dia estão as indefinições sobre a reforma da Previdência, que levam os investidores a seguirem cautelosos. A votação do projeto na Comissão Especial da Câmara dos Deputados deve ocorrer hoje, mas um novo adiamento não é descartado.

Na cena externa, o mercado monitora a divulgação dos dados de emprego da ADP referentes a junho nos Estados Unidos, que mostraram a criação de 102 mil vagas no setor privado do país. A estimativa mediana dos economistas consultados pela Bloomberg era de uma geração de 140 mil empregos. O Relatório de Emprego dos EUA oficial de junho, porém, será divulgado somente na sexta-feira (5).

Saia da poupança e faça seu dinheiro render mais: abra uma conta gratuita na Rico

No Tesouro Direto, o papel atrelado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) com vencimento em 2024 pagava a inflação mais uma taxa de 3,12% ao ano, ante 3,04% a.a. na abertura de ontem. Os papéis com vencimentos em 2035 e 2045, por sua vez, pagavam um prêmio anual de 3,64%, ante 3,56% a.a. na véspera.

O movimento de alta também era encontrado nos títulos prefixados, como o com vencimento em 2022, que oferecia uma taxa de 6,27% ao ano, ante 6,21% a.a. na terça. A rentabilidade do título com prazo em 2025, por sua vez, avançava de 7,02% para 7,10% ao ano. O investidor podia adquirir o papel integralmente por R$ 686,29 ou aplicar uma quantia mínima de R$ 34,31 (recebendo uma rentabilidade proporcional à aplicação).

Confira, abaixo, os preços e as taxas dos títulos do Tesouro Direto nesta quarta-feira:
Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA  
Tesouro IPCA+ 2024 15/08/2024 IPCA + 3,12% R$ 55,19 R$ 2.759,98
Tesouro IPCA+ 2035 15/05/2035 IPCA + 3,64% R$ 36,68 R$ 1.834,23
Tesouro IPCA+ 2045 15/05/2045 IPCA + 3,64% R$ 38,52 R$ 1.284,13
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 15/08/2026 IPCA + 3,22% R$ 38,57 R$ 3.857,06
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 15/05/2035 IPCA + 3,55% R$ 41,92 R$ 4.192,18
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 15/08/2050 IPCA + 3,76% R$ 46,03 R$ 4.603,85
Prefixados  
Tesouro Prefixado 2022 01/01/2022 6,27% R$ 34,36 R$ 859,16
Tesouro Prefixado 2025 01/01/2025 7,10% R$ 34,31 R$ 686,29
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 01/01/2029 7,29% R$ 35,36 R$ 1.178,79
Indexados à Taxa Selic  
Tesouro Selic 2025 01/03/2025 Selic + 0,02% R$ 101,82 R$ 10.182,73

Fonte: Tesouro Direto

Baixo risco, liquidez e acessibilidade

O Tesouro Direto é considerado a opção de investimento com o menor risco no Brasil e com ampla acessibilidade, dado o investimento mínimo a partir de R$ 30. Outra vantagem do programa diz respeito à liquidez, com a possibilidade de recompra diária dos títulos públicos pelo Tesouro.

O investidor pode aplicar em títulos públicos diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo uma conta em uma corretora para intermediar as transações. Atualmente, a maior parte das instituições financeiras habilitadas a operar no programa não cobra taxa de administração.

O único custo obrigatório que recai sobre o investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto corresponde à taxa de custódia, de 0,25% ao ano sobre o valor dos títulos, cobrada semestralmente no início dos meses de janeiro e de julho. Além disso, há incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos, com uma alíquota que varia de acordo com o período de investimento (tabela regressiva).

Invista a partir de R$ 30 no Tesouro Direto com taxa ZERO: abra uma conta gratuita na Rico

 

 

Contato