Em onde-investir / tesouro-direto

Tesouro Direto: confira os preços e as taxas nesta quarta-feira

Investidor pode aplicar quantia mínima de R$ 30 para aplicar nos títulos públicos

SÃO PAULO - As taxas dos títulos do Tesouro Direto, programa do governo federal de compra e venda de títulos públicos, apresentaram alta na tarde desta quarta-feira (10).

O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2045 (antiga NTN-B Principal), por exemplo, remunera o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mais 4,51% ao ano, contra 4,48% a.a. pela manhã. O investidor pode aplicar uma quantia mínima de R$ 30,50 ou adquirir o título integralmente por R$ 1.016,94.

Formado por uma taxa prefixada e pela variação da inflação, o Tesouro IPCA+ proporciona uma rentabilidade real, ou seja, garante o aumento do poder de compra do seu dinheiro ao longo do tempo. Dessa forma, independentemente da variação da inflação, a rentabilidade total do título será sempre superior à ela.

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto permite investimentos mínimos de R$ 30. Outra vantagem é a alta liquidez, garantida pelo próprio Tesouro. É preciso estar atento, porém, já que, se o investidor vender o papel antes do vencimento, ele estará sujeito às taxas do mercado, que variam diariamente.

O investidor pode aplicar diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações.

Como declarar os investimentos no Tesouro Direto no IRPF 2019?

O período de declaração do Imposto de Renda 2019 acaba em 30 de abril. Para declarar seus investimentos no Tesouro Direto, o contribuinte deve lançar tais aplicações no item "Bens e Direitos" do programa.

Quando ocorrer a venda, pagamento de juros ou vencimento dos papéis, o rendimento líquido deve ser registrado no item "Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva", já que os rendimentos dos títulos públicos são tributados na fonte.

Lembre-se que, segundo as regras do Tesouro Direto, títulos públicos resgatados em até seis meses após a aplicação pagarão a alíquota de Imposto de Renda de 22,5% - seguindo a tabela regressiva de IR. A alíquota cai com o tempo de permanência na aplicação, podendo chegar ao menor valor de 15% nos títulos resgatados após 721 dias.

Confira, abaixo, os preços e as taxas dos títulos do Tesouro Direto hoje:

Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (% a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA  
Tesouro IPCA+ 2024 15/08/2024 4,17 R$51,53 R$2.576,74
Tesouro IPCA+ 2035 15/05/2035 4,51 R$31,57 R$1.578,85
Tesouro IPCA+ 2045 15/05/2045 4,51 R$30,50 R$1.016,94
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 15/08/2026 4,19 R$35,89 R$3.589,03
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 15/05/2035 4,42 R$38,51 R$3.851,88
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 15/08/2050 4,52 R$40,15 R$4.015,98
Prefixados  
Tesouro Prefixado 2022 01/01/2022 7,69 R$32,69 R$817,35
Tesouro Prefixado 2025 01/01/2025 8,66 R$31,10 R$622,13
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 01/01/2029 8,85 R$32,99 R$1.099,70
Indexados à Taxa Selic  
Tesouro Selic 2025 01/03/2025 0,02 R$100,40 R$10.040,40

 

 

Contato