Em onde-investir / tesouro-direto

Os melhores títulos do Tesouro Direto para investir o décimo terceiro

O programa "Tesouro Direto com Ganhos Turbinados" vai ao ar na InfoMoneyTV às 14h30

SÃO PAULO - A segunda parcela do 13º salário deve ser depositada na conta de milhões de brasileiros até o próximo dia 20. Com dinheiro extra em mãos, uma alternativa para fazer esse montante crescer é aplicar em títulos públicos.

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto, programa de compra e venda de títulos públicos, permite investimentos mínimos de R$ 30.

O investidor pode aplicar diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações.

São diversos os títulos oferecidos pela plataforma, que variam de acordo com prazo, vencimento e rentabilidade. Enquanto nos títulos prefixados o investidor sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento, nos títulos pós-fixados a rentabilidade é composta por uma taxa predefinida no momento da compra do título mais a variação de um indexador: taxa Selic ou IPCA (inflação).

No programa "Tesouro Direto com Ganhos Turbinados" desta quinta-feira (6) o professor do InfoMoney Alan Ghani mostra quais são os melhores papéis para investir com o 13º de acordo com cada perfil de investidor. 

Para quem precisa de liquidez, por exemplo, Ghani sugere papéis atrelados à Selic. Quem pode abrir mão disso, pode aplicar em títulos com vencimento mais longo, como o Tesouro IPCA+ 2024 ou o que tem vencimento em 2026. Todas as explicações podem ser conferidas no player acima.

Tem renda fixa sobre Tesouro Direto ou renda fixa? Envie a sua pergunta para o nosso e-mail duvidaimtv@infomoney.com.br.

Invista o seu dinheiro com assessoria de qualidade: abra uma conta gratuita na Rico

 

 

Contato