Renda fixa

Tesouro Direto: taxas de títulos indexados à inflação sobem nesta segunda-feira

Mercados repercutem maior nervosismo global, em meio a ataque às instalações de petroleira saudita

SÃO PAULO – Os retornos oferecidos pelos títulos públicos indexados à inflação e negociados no Tesouro Direto, programa que possibilita a compra e venda de papéis por investidores pessoas físicas por meio da internet, apresentavam alta na tarde desta segunda-feira (16).

Principal notícia do dia, o ataque às instalações da petroleira saudita Saudi Aramco no final de semana gera maior nervosismo nos mercados. Após o atentado, o petróleo chegou a disparar 19% nas bolsas globais de commodities. No Brasil, as ações da Petrobras subiam mais de 4% nesta tarde, enquanto o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava próximo da estabilidade.

Na semana, destaque para as reuniões do Federal Reserve, o banco central americano, e do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central nesta quarta-feira (18), que irão decidir o caminho para as taxas de juros nos Estados Unidos e no Brasil. 

De acordo com a divulgação mais recente do Relatório Focus, do Banco Central, os economistas esperam mais um corte de meio ponto percentual da Selic, para 5,5% ao ano, e outra redução da mesma ordem em outubro, levando a taxa básica de juros a encerrar o ano em 5,0%. Para 2020, a expectativa para a Selic dos consultados pela pesquisa diminuiu, de 5,25% para 5,0%, sugerindo juros estáveis no próximo ano, porém ainda em 7%, ao fim de 2021.

O mercado também rebaixou as projeções para a inflação, de 3,54% para 3,45%, em 2019, e de 3,82% para 3,80%, em 2020. Para 2021, a projeção ficou inalterada, em 3,75%. Por fim, a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro seguiu em 0,87%, neste ano, mas recuou de 2,07% para 2%, no próximo.

Nos Estados Unidos, apesar de uma parte do mercado olhar com bons olhos os dados mais recentes de atividade, especialmente de consumo, do país, a expectativa é de uma queda de 0,25 ponto dos juros básicos americanos, para o intervalo de 1,75% a 2%, segundo pesquisa da Bloomberg. Atualmente, os juros americanos estão entre 2% e 2,25%.

Invista nos títulos do Tesouro Direto a partir de R$ 30: abra uma conta gratuita na Rico

No Tesouro Direto, o papel indexado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) com vencimento em 2024 pagava uma taxa de 2,94% ao ano, ante 2,92% a.a. na abertura do pregão. O investidor podia adquirir o título integralmente por R$ 2.811,13 ou aplicar uma quantia mínima de R$ 56,22 (recebendo uma rentabilidade proporcional à aplicação).

Os papéis com prazos em 2035 e 2045, por sua vez, pagavam a inflação mais 3,68% ao ano, ante 3,65% a.a. anteriormente.

PUBLICIDADE

Nos títulos com rendimento prefixado, o com vencimento em 2022 oferecia um prêmio anual de 5,90%, ante 5,94% ao ano mais cedo. Já o retorno do papel com juros semestrais e prazo em 2025 recuava de 7,02% para 7,01% ao ano.

<!– TD class="tabelaTitulo" rowspan=2 align=center>Indexador</TD –>

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta segunda-feira (16):
Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA 
Tesouro IPCA+ 202415/08/2024IPCA + 2,94%R$ 56,22R$ 2.811,13
Tesouro IPCA+ 203515/05/2035IPCA + 3,68%R$ 36,86R$ 1.843,15
Tesouro IPCA+ 204515/05/2045IPCA + 3,68%R$ 38,56R$ 1.285,42
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 202615/08/2026IPCA + 3,09%R$ 38,27R$ 3.827,92
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 203515/05/2035IPCA + 3,54%R$ 42,41R$ 4.241,71
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 205015/08/2050IPCA + 3,71%R$ 45,96R$ 4.596,49
Prefixados 
Tesouro Prefixado 202201/01/20225,90%R$ 35,08R$ 877,19
Tesouro Prefixado 202501/01/20257,01%R$ 34,96R$ 699,36
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 202901/01/20297,30%R$ 35,86R$ 1.195,64
Indexados à Taxa Selic 
Tesouro Selic 202501/03/2025Selic + 0,02%R$ 103,10R$ 10.310,53

Fonte: Tesouro Direto

Baixo risco, liquidez e acessibilidade

O Tesouro Direto é considerado a opção de investimento com o menor risco no Brasil e com ampla acessibilidade, dado o investimento mínimo a partir de R$ 30. Outra vantagem do programa diz respeito à liquidez, com a possibilidade de recompra diária dos títulos públicos pelo Tesouro. 

O investidor pode aplicar em títulos públicos diretamente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo uma conta em uma corretora, como a Rico Investimentos, por exemplo, para intermediar as transações. Atualmente, a maior parte das instituições financeiras habilitadas a operar no programa não cobra taxa de administração.

O único custo obrigatório que recai sobre o investimento em títulos públicos pelo Tesouro Direto corresponde à taxa de custódia, de 0,25% ao ano sobre o valor dos títulos, cobrada semestralmente no início dos meses de janeiro e de julho.

Saia da poupança e faça seu dinheiro render mais: abra uma conta gratuita na Rico