Tesouro Direto: juros recuam antes de decisões de juros no Brasil e Estados Unidos

Indicadores do setor de serviços brasileiro e inflação ao produtor norte-americano também estão no radar dos investidores

Leonardo Guimarães

(Gettty Images)

Publicidade

Em dia de decisão de juros no Brasil e nos Estados Unidos, as taxas dos títulos do Tesouro Direto caem. A Super Quarta (13) ainda é marcada por dados do setor de serviços do Brasil e inflação nos EUA.

Às 18h30, o Banco Central deve anunciar redução de 0,5 ponto percentual na taxa Selic, para 11,75% ao ano. Seria o quarto corte consecutivo dos juros básicos no Brasil, que alcançam o menor patamar desde março de 2022 (10,75% ao ano).

Nos EUA, o anúncio sai mais cedo, às 16h. O mercado precifica amplamente a manutenção dos juros no intervalo entre 5,25% e 5,5% ao ano. Logo após a divulgação, às 16h30, o presidente do Federal Reserve (banco central americano, Fed), Jerome Powell, dará entrevista coletiva. Investidores acompanharão em busca de pistas sobre os próximos passos da autarquia na condução da política monetária do país.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Hoje pela manhã, o Departamento do Trabalho dos EUA divulgou que o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) ficou estável em novembro. Na comparação anual, o indicador avançou 0,9%. Os dados vieram abaixo da projeção de analistas ouvidos pela Refinitiv, que esperavam alta de 0,1% na comparação mensal e 1% na leitura anual.

No Brasil, o volume do setor de serviços caiu 0,6% em outubro na comparação com setembro. Na comparação com novembro do ano passado, a queda foi de 0,4%. O consenso Refinitiv projetava estabilidade na leitura mensal e avanço de 0,4% na comparação anual.

Na política, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a nova tributação da renda obtida por meio dos fundos de investimentos exclusivos e aplicações em offshores. A nova lei, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (13), trouxe um veto relacionado a sistemas de negociação em bolsas de valores e mercados de balcão.

Continua depois da publicidade

No Tesouro Direto, o título de inflação com vencimento em 2032 pagava juro real de 5,52% na primeira atualização do dia, às 9h21, ante 5,58% no início da sessão de ontem. A taxa do Tesouro IPCA+ 2045 caía de 5,73% para 5,70%, enquanto a do Tesouro IPCA+ 2055 recuava de 5,71% para 5,68%.

Nos prefixados, o papel para 2026 tinha rentabilidade anual de 9,90% ante 9,95% ontem. Já o Tesouro Prefixado 2029 pagava 10,51% ante 10,55% na véspera. A taxa anual do Tesouro Prefixado 2033 caía de 10,88% para 10,85%.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto na manhã desta quarta-feira (13):