Rentabilidade

Tenho R$ 20 mil na poupança; onde posso diversificar meus investimentos?

Antonino de Andrade Machado, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF, responde a pergunta de leitor do InfoMoney

Pergunta

Tenho atualmente R$ 20 mil na poupança. E como indica a premissa, sou conservador. Mesmo assim, gostaria de diversificar parte deste investimento, talvez entre 50% e 70% dele, pois não quero correr o risco de me descapitalizar ou de ficar sem liquidez. Onde poderia investir?

Leitor: Gregui

Resposta de Antonino de Andrade Machado, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF

Prezado Gregui, como vai?

Conhecer a si mesmo e entender seu perfil o ajudará muito na escolha de seus investimentos. O primeiro passo é ter bem definido quais os objetivos para este recurso: Será para o futuro? Comprar um carro? Dar entrada em um imóvel? Esse prazo ou horizonte é fundamental para que você possa planejar seus investimentos, principalmente com relação àqueles que estão sujeitos a tributação.

Um ponto importante é esclarecer que nem sempre a Poupança é a vilã. Em muitos casos ela pode ser uma boa alternativa, pois é prática, segura, isenta de IR e taxas de manutenção.

O fato é que nestes momentos de alta de juros, muitos investimentos se descolam da tradicional Poupança, mas é preciso ter cuidado para não cair em alguma armadilha, pois o que é bom para um, não necessariamente vale para o outro. A dica é que ao decidir sobre um novo investimento, leve em consideração todos os custos que envolvem essa aplicação, como uma eventual tarifa de conta, taxa de custódia, comissão e imposto de renda. Com base nesta informação, compare o rendimento líquido proposto pelo seu banco/corretora com o que hoje você recebe na Poupança. Traduzindo em números, ficará muito mais fácil sua escolha.

Atualmente, com a perspectiva de continuidade de alta dos juros e, em respeito ao seu perfil conservador, sugiro que considere diversificar em Fundos de Renda Fixa DI com baixa taxa de administração – inferior a 1%a.a., Certificado de Depósito Bancário (CDB) e Letras Financeiras do Tesouro (LFT). Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) podem ser opções ainda melhores, mas se por um lado são isentas de IR – a exemplo de sua poupança, são menos acessíveis ao pequeno investidor.

PUBLICIDADE

Enfim, oportunidades não faltam, mas não hesite em fazer suas contas. Lembre-se, o melhor investimento é aquele que se adéqua ao seu objetivo sem tirar seu sono.

Forte abraço,

Antonino de Andrade Machado é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). 

As respostas refletem as opiniões do autor. O IBCPF e o Infomoney não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Perguntas devem ser feitas no formulário http://www.infomoney.com.br/onde-investir/infomoney-responde-formulario-pergunta