Troca de investimentos

Tenho R$ 20 mil na poupança e meu banco não permite aplicação em LCA; o que fazer?

Bruno Santejo Rodrigues da Silva, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF, responde a pergunta de leitora do InfoMoney

Pergunta
Tenho R$ 20 mil aplicados na caderneta de poupança, tentei migrar para LCA mas o meu banco me disse que só é possível a partir de trinta mil reais. O que devo fazer? Qual a melhor aplicação?

Leitora: Adriana

Resposta de Bruno Santejo Rodrigues da Silva, CFP, Planejador Financeiro Certificado pelo IBCPF
Olá Adriana,

PUBLICIDADE

Realmente, realocar os recursos de sua poupança em outra aplicação é uma decisão sábia, pois no cenário atual a rentabilidade da poupança esta abaixo da inflação, o que corrói seu poder de compra por não ter uma rentabilidade real (maior que a inflação).

A troca dos recursos alocados em sua poupança para LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) ou LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é uma excelente alternativa, pois ambos são investimentos em renda fixa, isentos de Imposto de Renda e que possuem garantia do FGC (Fundo Garantidor de Credito) até o limite de R$250 mil. Como seu problema é o valor mínimo para aplicação em LCA na instituição escolhida, sugiro que consulte em outros bancos e corretoras, pois existem instituições menores que possibilitam o investimento com valores mais baixos.

Como alternativa de investimentos em renda fixa, além de LCA e LCI, podemos considerar os títulos públicos como LFT (Titulo pós-fixado atrelado a SELIC), LTN (Titulo pré-fixado), NTN-B (Títulos que preservam o poder de compra e garantem uma rentabilidade real, pois seu rendimento é composto por inflação mais uma taxa pré-fixada) e alocações em fundos de investimento em Renda Fixa, com taxas de administração mais baixas, como boas opções.

Vale ressaltar que não existe melhor ou pior aplicação e sim aquela que se adéqua ao seu perfil de investidor, objetivos e horizonte de investimento. Por isso é sempre importante se informar e buscar o auxilio de um profissional qualificado.

Bruno Santejo Rodrigues da Silva é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). 

As respostas refletem as opiniões do autor. O IBCPF e o Infomoney não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

PUBLICIDADE

Perguntas devem ser feitas por meio da plataforma Ganhe Mais. Cadastre-se gratuitamente e tire suas dúvidas com planejadores certificados e capacitados.