Renda Fixa

Tenho R$ 15 mil na poupança; vale a pena mudar para LCI ou LCA?

Luiz Fernando Mendonça, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF, responde a pergunta de leitora do InfoMoney

Pergunta

Tenho 31 anos e preciso uma orientação. Hoje tenho R$ 15 mil aplicados na poupança, é um dinheiro que não vou usar a curto prazo e sou muito insegura em relação ao futuro, pois desde cedo guardo dinheiro. Com 27 anos comprei minha casa, financiada, mas venho amortizando R$ 5 mil a cada dois anos e meu carro a vista. Fora isso pago previdência privada, apenas R$ 100,00 por mês, mas ainda pretendo aumentar esse valor.

Não uso essa reserva no pagamento do financiamento, porque o juros que pago é de 5% ao ano. Mensalmente guardo em torno de R$ 500,00 na poupança, mas gostaria de aplicar em LCA ou LCI, por render mais e não pagar IR. Em qual devo aplicar? Estou no caminho certo?

PUBLICIDADE

Leitora: Graciele

Resposta de Luiz Fernando Mendonça, CFP, planejador financeiro certificado pelo IBCPF

Prezada Graciele, antes de lhe responder, gostaria de te parabenizar pela sua postura de guardar dinheiro desde nova. Realmente isso é muito imppreviortante para garantir um futuro próspero e tranquilo. A grande maioria dos brasileiros pensa em uma reserva financeira para eventualidades e aposentadoria tardiamente, o que torna este acúmulo muito mais difícil e, muitas vezes, inviável.

De fato, os juros que você paga pelo o seu financiamento imobiliário é bastante atrativo (5% a.a) e, considerando a taxa atual de juros básicos de 11,75%, não vale a pena amortizar seu financiamento, mas sim acumular recursos.

A LCI é uma boa forma de acumular dinheiro, você está certa sim. Além de ter a isenção do imposto de renda, este tipo de investimento possui taxas bem atrativas de rendimento, variando entre 80% até 100% do CDI, dependendo do prazo e instituição financeira. No entanto, é um investimento de curto e médio prazos e pode não oferecer rentabilidade tão interessante quanto investimentos de longo prazos caso seja este o seu objetivo. Sugiro a você tentar escrever e determinar quais são seus sonhos pessoais de curto, médio e longo prazos e depois tentar mensurar estes projetos e o valor necessário para alcançá-los. Desta forma, você conseguirá investir melhor e destinar de forma mais adequada cada investimento. Para médio prazo (entre 6 meses e 3 anos) a LCI pode ser uma boa opção, mas para prazos superiores a 5 anos sugiro investimentos em títulos do governo.

Faço uma ressalva quanto a sua previdência privada. Tenha atenção nas taxas em que você está pagando: administração, carregamento e saída. Estas taxas podem minar consideravelmente sua rentabilidade. Além disso, leve em consideração as diferenças entre o VGBL e o PGBL.

PUBLICIDADE

Luiz Fernando Mendonça é planejador financeiro pessoal e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner), concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). 

As respostas refletem as opiniões do autor. O IBCPF e o Infomoney não se responsabilizam pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso destas informações.

Perguntas devem ser feitas no formulário http://www.infomoney.com.br/onde-investir/infomoney-responde-formulario-pergunta