Renda fixa

Taxas de títulos públicos indexados à inflação recuam nesta sexta-feira com otimismo na cena externa

Investidores monitoraram otimismo global com dados de emprego melhor que o previsto nos Estados Unidos e novos estímulos econômicos na Europa

(Shutterstock)

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos indexados à inflação e negociados via Tesouro Direto apresentavam leve queda na tarde desta sexta-feira (5), refletindo um clima positivo no exterior com dados de emprego nos Estados Unidos melhor do que o esperado.

De acordo com o Departamento de Trabalho dos EUA, foram criados 2,5 milhões de postos de trabalho no país em maio.

O resultado surpreendeu e foi bem melhor que a estimativa do mercado, que era de destruição de 7,5 milhões de empregos no mês passado, segundo a mediana das projeções dos economistas consultados pela Bloomberg.

Em abril, os EUA haviam perdido 20,5 milhões de postos de trabalho devido ao impacto econômico das medidas de isolamento social tomadas para conter a disseminação da Covid-19.

Também contribuíram para um maior otimismo dos mercados os novos estímulos econômicos anunciados na zona do euro.

Ontem, o Banco Central Europeu (BCE) elevou o programa de compras de títulos em 600 bilhões de euros, para 1,35 trilhão de euros.

Além de o novo estímulo na Europa ter ficado acima do esperado, de até 500 bilhões de euros, segundo a Reuters, os líderes da grande coalizão que governa a Alemanha aprovaram ainda um pacote de 130 bilhões de euros em gastos públicos.

Nos Estados Unidos, também é aguardada uma nova rodada de injeção de liquidez.

Mercado hoje

No Tesouro Direto, o papel indexado à inflação com juros semestrais e vencimento em 2040 pagava uma taxa anual de 4,03%, ante 4,06% a.a. na tarde de quinta-feira (4). Os prêmios pagos pelos títulos com prazos em 2035 e 2045, por sua vez, cediam de 4,15% para 4,11% ao ano.

Os títulos com retorno prefixado, por outro lado, apresentavam alta em suas taxas. O juro do papel com juros semestrais e prazo em 2031 tinha leve alta de 7,00% para 7,06%, enquanto o mesmo papel com vencimento em 2023 pagava 4,18% ao ano, frente aos 4,11% a.a. pagos anteriormente.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos ofertados nesta sexta-feira (5):

Fonte: Tesouro Direto

Noticiário

Em linha com as medidas para diminuir os impactos econômicos do coronavírus, o governo brasileiro deve estender o pagamento do auxílio emergencial a trabalhadores informais por mais dois meses, com um valor de R$ 300 mensais, segundo o jornal o Estado de S. Paulo.

A área econômica entende que não é possível estender o pagamento de um benefício, no mesmo montante, de R$ 600, por período muito mais longo que os três meses previstos inicialmente, devido ao alto custo da política.

Atualmente, despesa mensal do auxílio está em R$ 51,5 bilhões, e todos os gastos do governo para combater a pandemia e seus efeitos estão sendo bancados com o aumento do endividamento do país. Até o momento, o programa já concedeu o auxílio a 58,6 milhões de brasileiros.

O Segredo das Tesourarias: aprenda como lucrar da mesma forma que os bancos em um curso gratuito do analista e matemático Su Chong Wei