Renda fixa

Taxas de títulos do Tesouro Direto recuam após IPCA-15 abaixo do esperado

Considerada a prévia da inflação oficial, índice registrou alta de 0,30% em julho, abaixo da aceleração de 0,52% esperada pelo mercado

Brazilian currency. Money on the wooden table in one hundred and fifty reais banknotes.
(Rmcarvalho/Getty Images)

SÃO PAULO – As taxas dos títulos públicos negociados via Tesouro Direto apresentavam queda na tarde desta sexta-feira (24), após o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) abaixo do previsto pelo mercado.

Considerado uma prévia da inflação oficial, o IPCA-15 registrou alta de 0,30% em julho na comparação com junho, pior que a expectativa dos economistas consultados pela Bloomberg, que estimavam uma aceleração de 0,52% do indicador para o período.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta entre os dias 16 de junho e 15 de julho, sendo que o maior impacto (0,22 ponto percentual) e a maior variação positiva (1,11%) vieram dos transportes, que apresentaram alta após quatro meses de quedas.

Ainda na cena doméstica, o diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, admitiu que a volatilidade das últimas semanas no câmbio está acima do que o BC gostaria.

Ainda assim, o diretor reforçou que o BC tem capacidade para atuar no mercado em qualquer direção. “O Banco Central tem um ‘buffer’ de reservas mais que suficiente para manter a funcionalidade do mercado”, disse em videoconferência organizada pela XP.

Mercado hoje

No Tesouro Direto, o título prefixado com vencimento em 2023 pagava uma taxa de 3,95% ao ano, ante 4,14% a.a. na tarde de quinta-feira (23). O prêmio oferecido pelo mesmo papel com prazo em 2026, por sua vez, cedia de 6,16% para 6,02% ao ano.

Entre os títulos indexados à inflação, os de vencimentos em 2035 e 2045 pagavam uma taxa de 3,61% ao ano, frente 3,63% a.a. anteriormente.

No câmbio, o dólar operava, por volta das 16h, com leve queda de 0,5% ante o real, sendo negociado a R$ 5,18.

Confira os preços e as taxas dos títulos públicos nesta sexta-feira (24):

Fonte: Tesouro Direto

China x EUA

No ambiente internacional, a atenção dos investidores recaiu sobre o aumento das tensões entre Estados Unidos e China.

Isso porque o governo de Pequim ordenou que o consulado americano cessasse as operações em Chengdu, no sudoeste do país asiático, em até 72 horas. A decisão veio um dia após os EUA fecharem o consulado chinês em Houston, no estado do Texas, sob acusações de espionagem e roubo de propriedade intelectual

A disputa entre os dois países pode tornar ainda mais difícil a recuperação da economia americana, que tenta lidar com o avanço do contágio da Covid-19.

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado