SP e Rio concentram mais de 60% dos investidores do Tesouro Direto

Em novembro, São Paulo detinha representatividade de 41,63% entre investidores, enquanto Rio detinha 18,91%

SÃO PAULO – Investidores do Tesouro Direto estão concentrados nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, revelou relatório divulgado pela BM&F Bovespa.

De acordo com os dados, São Paulo liderava no mês de novembro, com representatividade de 41,63% entre as contas abertas, seguido do Rio de Janeiro, com 18,91%.

No décimo primeiro mês do ano, o número total de investidores cadastrados no Tesouro Direto foi de 210.814.

Perfil
Os homens são maioria entre os cadastrados no Tesouro Direto, sendo que eles representam quase 80% do total.

Em relação à faixa etária, a concentração é maior entre aqueles com idade de 26 a 35 anos, que representam 37% do total. Em seguida, estão as pessoas com idade entre 36 e 45 anos, com 25,86% de participação, e de 46 a 55 anos, com 16,26%.

O Tesouro Direto é um programa criado em 2002 pelo Tesouro Nacional em parceria com a Bolsa, que tem como objetivo democratizar o acesso aos investimentos em títulos federais e às informações sobre sua administração, além de incentivar a formação de poupança de longo prazo.