Liga de FIIs

Rumo a R$ 1 milhão em FIIs: conheça a estratégia de Gabriel Porto, que começou a construir patrimônio com R$ 1 mil

No Liga de FIIs, o influenciador detalhou a estratégia e deu dicas para os investidores iniciantes

Por  Wellington Carvalho

Aos 25 anos – sendo oito como investidor, o influenciador Gabriel Porto tem atraído milhares de seguidores nas redes sociais interessados em aprender mais sobre fundos imobiliários. Além da própria trajetória, que já comprovaria a eficiência da disciplina nos investimentos, o jovem de Vitória da Conquista (BA) mantém uma carteira de investimento aberta ao público, cujo objetivo é alcançar R$ 1 milhão em FIIs.

Porto falou sobre a estratégia na edição desta terça-feira (27) do Liga de FIIs, que tem apresentação de Maria Fernanda Violatti, analista da XP, Thiago Otuki, economista do Clube FII, e Wellington Carvalho, repórter do InfoMoney.

O contato de Porto com os investimentos começou logo cedo, ainda no período em que estava no ensino médio. Na época, ele recebeu uma caderneta de poupança da família e foi estimulado a pensar o que faria com o dinheiro.

“Não era algo muito além de R$ 1 mil na época”, relembra. “Tive de escolher se manteria o recurso na caderneta de poupança ou buscaria outras formas de investimento”, explica.

O dilema acionou o gatilho de investidor de Porto, que decidiu, em 2014, buscar mais conhecimento sobre o mercado de renda variável e, consequentemente, sobre fundos imobiliários.

Quatro anos depois – já com mais experiência e satisfeito com as escolhas tomadas até então – percebeu que poucos especialistas de FIIs falavam abertamente sobre o produto e decidiu se aventurar também na internet.

“Além de o mercado estar crescendo naquele momento, ainda havia uma necessidade muito grande de conteúdo sobre o assunto”, relembra. “Vi então a oportunidade de ajudar outros investidores que estavam começando”, diz.

A ideia deu certo e, atualmente, Porto já conta com quase 400 mil seguidores só no Instagram. Ele também é autor do livro O Que Nunca te Contaram sobre Fundos Imobiliários e criador do método ONTC, que busca simplificar o investimento em FIIs para investidores iniciantes.

Para reforçar a eficiência dos fundos imobiliários como veículo para construção de patrimônio e de renda passiva, Porto iniciou em janeiro de 2020 o projeto R$ 1 milhão em FIIs, uma carteira pública criada do zero e administrada pelo próprio influenciador.

“Mostrando para as pessoas como é a trajetória do investidor, saindo do zero e buscando um patrimônio que possa gerar tranquilidade, segurança e [oferecer opções para] aposentadoria”.

Rumo a R$ 1 milhão em fundos imobiliários

Atualmente, a carteira pública de Porto está em R$ 370 mil – 37% do objetivo do projeto. O portfólio é composto por cerca de 20 fundos imobiliários que rendem, mensalmente, cerca de 1% em dividendos, que são reinvestidos na própria carteira.

Em julho, o influenciador recebeu mais de R$ 4 mil só de dividendos, como destacou nas redes sociais.

Além do trabalho nas redes sociais, nos cursos que promove e da gestão dos próprios investimentos, Porto ainda cursa atualmente o oitavo semestre de medicina.

Apesar da rotina puxada e de já ter condições de cobrir suas despesas com os rendimentos gerados pelo patrimônio, o futuro médico nem cogita falar em aposentadoria.

“Me aposentar é algo que eu não me vejo fazendo tão rápido”, reflete. “Tenho 25 anos e muito lenha para queimar em relação ao trabalho”, finaliza.

Entenda os fundos imobiliários

Os fundos imobiliários captam recursos entre os investidores para a compra de imóveis que, posteriormente, podem ser alugados ou vendidos. As receitas obtidas nas transações – locação ou ganho de capital – são distribuídas entre os cotistas, na proporção em que cada um aplicou.

Ao longo dos anos, o mercado de fundos imobiliários se desenvolveu e hoje há fundos focados desde a administração de escritórios até imóveis rurais, passando por shoppings, galpões logísticos, hospitais e agências bancárias.

No mercado, o investidor também tem a opção dos FIIs de “papel”, que investem em títulos de renda fixa ligados ao segmento imobiliário. Os papéis são indexados a índices de preço e à taxa do CDI (certificado de depósito interbancário).

Atualmente, 1,718 milhão de brasileiros investem em fundos imobiliários, de acordo com boletim mensal da B3.

Leia mais:

Você confere mais dicas sobre FIIs e outras informações sobre a carteira pública de Gabriel Porto na edição de ontem do Liga de FIIs. Produzido pelo InfoMoney, o programa vai ao ar todas as terças-feiras, às 19h, no canal do InfoMoney no Youtube. Você também pode rever todas as edições passadas.

Compartilhe