Em onde-investir / renda-fixa

Ganhador da Mega-Sena pode ter “doado” R$ 500 milhões para o banco se investiu na poupança

 Em 10 de outubro de 1999 a Mega-Sena pagou R$ 64,9 milhões para um apostador de Salvador; se ele investiu na poupança, pode ter deixado de ganhar uma fortuna

Queimando dinheiro
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A diferença de rendimento entre a caderneta de poupança e outros investimentos é muito grande. Se você ainda não acredita nisso, vamos usar alguns exemplos com aplicações de valores altos e prazos longos para provar definitivamente que investir errado pode lhe custar muito dinheiro.

Fizemos algumas contas com prêmios que realmente foram sorteados na Mega-Sena. Importante deixar claro que nós não somos defensores de apostas na loteria, pelo contrário. Achamos que o dinheiro gasto em jogos poderia ser investido para que realmente trouxesse riqueza para o investidor ao longo do tempo.

Mas estas simulações são interessantes para que você perceba definitivamente que, principalmente no longo prazo, quem investe na poupança deixa na mesa – ou melhor, no banco – uma boa parte do seu patrimônio.

A primeira demonstração vai deixar você de queixo caído. Em 10 de outubro de 1999 a Mega-Sena pagou R$ 64,9 milhões para um apostador de Salvador. Foi o maior prêmio de uma loteria brasileira até aquela data.

Agora vamos imaginar que no dia seguinte ao sorteio este apostador tenha decidido colocar todo esse dinheiro na caderneta de poupança. Se ele nunca mexeu no dinheiro, teria hoje R$ 274 milhões na conta poupança. Parece muito?

Então suponha que o sortudo tivesse sido mais esperto e aplicado todo o valor em qualquer produto (ou carteira de investimentos) que rendesse em média 110% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Ele teria hoje nada menos do que R$ 775 milhões, já com um desconto de 15% do Imposto de Renda.

É isso mesmo: a diferença de rentabilidade em um caso como este é de nada menos do que R$ 500 milhões (meio bilhão de reais). E sabe quem teria ficado com toda essa diferença de rentabilidade? O banco.

Pare de deixar seu dinheiro "na mesa"! abra uma conta gratuita na Rico e invista nos melhores produtos!

Fizemos outras simulações com grandes prêmios sorteados na Mega-Sena. Os 3 apostadores que ganharam R$ 81 milhões na Mega da Virada, em 2012, teriam hoje R$ 142 milhões se tivessem aplicado todo o valor em algum produto que pagasse 110% do CDI.

Já se tivessem investido na poupança eles teriam hoje R$ 24 milhões a menos – ou seja,  R$ 118 milhões cada um.

Um disclaimer importante: é claro que ninguém em sã consciência colocaria 100% do dinheiro ganho na loteria em um único produto, e ficaria sem mexer por anos.

Mas o objetivo destes cálculos é mostrar como uma diferença de rendimento aparentemente pequena em um produto ruim pode se tornar gigantesca dependendo do tempo e dos valores aplicados.

Pessoas que têm milhões de reais para investir costumam ter acesso a produtos diferenciados e muitas vezes são atendidos por segmentos específicos, como o private (área que atende geralmente quem tem mais de R$ 2 milhões em investimentos) ou wealth management (focado em clientes com mais de R$ 10 milhões em aplicações).

A reportagem do InfoMoney questionou a Caixa se há algum procedimento padrão em relação a ganhadores da Mega-Sena – se eles são atendidos por uma equipe específica e como são realizadas as consultorias de investimento. Até a publicação desta matéria o banco não havia respondido.

No entanto, nesta segunda-feira (5) a Caixa divulgou informações sobre a Mega-Sena da Virada deste ano. No e-mail enviado pela assessoria de imprensa do banco há uma projeção de rendimento mensal para o prêmio estimado de R$ 200 milhões, que está a seguir, entre aspas:

“Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega da Virada e aplique todo o valor na Poupança da Caixa, receberá cerca de R$743 mil em rendimentos mensais”.

Nós, do InfoMoney, esperamos que o ganhador invista em produtos melhores.

Pare de deixar dinheiro "na mesa": abra uma conta gratuita na Rico!

 

Contato